Covid-19: Moçambique regista mais 10 casos positivos e total sobe para 156

O Ministério da Saúde de Moçambique registou, nas últimas 24 horas, mais 10 casos positivos de infeção pelo novo coronavírus e o total passou para 156, anunciou hoje a diretora nacional de Saúde Pública, Rosa Marlene.

Covid-19: Moçambique regista mais 10 casos positivos e total sobe para 156

Covid-19: Moçambique regista mais 10 casos positivos e total sobe para 156

O Ministério da Saúde de Moçambique registou, nas últimas 24 horas, mais 10 casos positivos de infeção pelo novo coronavírus e o total passou para 156, anunciou hoje a diretora nacional de Saúde Pública, Rosa Marlene.

“Todos os 10 indivíduos são de nacionalidade moçambicana, dos quais nove com sintomatologia leve a moderada e um não tem sintomatologia”, declarou Rosa Marlene, na atualização de dados sobre a covid-19 no país.

Dos novos casos, um foi registado na cidade de Maputo, oito na província de Maputo e outro na província de Gaza, todas do sul do país.

“Todos os casos reportados encontram-se em isolamento domiciliar”, declarou Rosa Marlene, acrescentando que, neste momento, decorre o mapeamento dos contactos dos novos doentes.

Do total de 156 casos já registados em Moçambique, 85 estão na província de Cabo Delgado, 38 na cidade de Maputo, um em Gaza, 20 na província de Maputo, oito em Sofala, um em Manica, dois em Inhambane e um em Tete.

As autoridades de saúde de Moçambique registaram um total de 48 pessoas recuperadas e não têm registo de óbitos resultantes da doença.

Do total de 156 casos já registados em Moçambique, 122 são de transmissão local e 34 importados.

No total, desde o anúncio do primeiro caso no país, em 22 de março, foram feitos 6.769 testes, rastreadas 725.472 pessoas e 14.904 submetidos a quarentena, dos quais 1.997 continuam a ser acompanhadas pelas autoridades de saúde.

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, admitiu na sexta-feira tomar medidas mais duras no âmbito do estado de emergência para prevenção da covid-19, se persistir o incumprimento de algumas restrições, nomeadamente, se os níveis de circulação interna continuarem altos.

O estado de emergência vigora desde 01 de abril, tendo sido decretado até final daquele mês e depois estendido até ao final de maio.

“Os próximos 15 dias são decisivos para determinarmos qual será a nossa forma de estar depois desta segunda etapa”, disse ainda o chefe de Estado, garantindo que “ainda não é momento para relaxar as medidas”.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 323 mil mortos e infetou quase 4,9 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 1,8 milhões de doentes foram considerados curados.

Em África, há 2.919 mortos confirmados, com mais de 91 mil infetados em 54 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia naquele continente.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

EYAC // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS