Covid-19: Moçambique com mais 55 casos, total acumulado sobe para 409

Moçambique registou, nas últimas 24 horas, 55 novos casos positivos de covid-19, aumentando o total acumulado para 409, com dois mortos e 126 recuperados, disse hoje o ministro da Saúde de Moçambique, Armindo Tiago.

Covid-19: Moçambique com mais 55 casos, total acumulado sobe para 409

Covid-19: Moçambique com mais 55 casos, total acumulado sobe para 409

Moçambique registou, nas últimas 24 horas, 55 novos casos positivos de covid-19, aumentando o total acumulado para 409, com dois mortos e 126 recuperados, disse hoje o ministro da Saúde de Moçambique, Armindo Tiago.

O governante assinalou que dos casos ativos de infeção pelo novo coronavírus apenas três estão internados, encontrando-se o remanescente em isolamento domiciliário, por apresentar sintomatologia que varia entre leve e moderada.

O número de casos detetados nas últimas 24 horas resulta de 1.055 testes realizados através da vigilância ativa em unidades de saúde e rastreio de pessoas que tiveram contacto com pessoas infetadas.

Catorze casos positivos de covid-19 em Moçambique são de profissionais de saúde, 13 da província de Nampula, norte do país, adiantou Armindo Tiago.

Armindo Tiago manifestou preocupação com a “rápida propagação” da covid-19 na província de Nampula, que conta com um total de 115 casos positivos, cerca de duas semanas após o registo do primeiro caso.

“Temos uma pequena janela de oportunidade para reverter a situação e reduzir significativamente o drama que pode advir do aumento rápido e contínuo do número de casos”, afirmou o ministro da Saúde de Moçambique.

A distribuição de casos positivos de covid-19 por província em Moçambique é a seguinte: Cabo Delgado (163), Nampula (115), cidade de Maputo (63), província de Maputo (34), província de Sofala (12), província de Niassa (cinco), província de Tete (cinco), província de Inhambane (quatro), província de Gaza (três), Manica (três) e província da Zambézia (dois).

Desde o anúncio do primeiro caso, em 22 de março, foram testadas 13.398 pessoas para a covid-19, tendo sido colocadas em quarentena domiciliar cerca de 18 mil pessoas.

Moçambique vive em estado de emergência desde 01 de abril e até 29 de junho.

Todas as escolas pararam, espaços de diversão e lazer estão fechados, estão proibidos todo o tipo de eventos e de aglomerações, recomendando-se à população que fique em casa, se não tiver motivos laborais ou outros essenciais para tratar.

Há limitação de lotação nos transportes coletivos, é obrigatório o uso de máscaras na via pública, a emissão de vistos para entrar no país está suspensa, o espaço aéreo fechou e o controlo fronteiriço foi reforçado.

PMA // PJA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS