Covid-19: Moçambique anuncia mais três mortes e 68 novas infeções

O Ministério da Saúde de Moçambique anunciou mais três mortes por infeção pelo novo coronavírus, elevando o total acumulado para 31 mortos.

Covid-19: Moçambique anuncia mais três mortes e 68 novas infeções

Covid-19: Moçambique anuncia mais três mortes e 68 novas infeções

O Ministério da Saúde de Moçambique anunciou mais três mortes por infeção pelo novo coronavírus, elevando o total acumulado para 31 mortos.

Uma das vítimas hoje anunciadas foi um bebé moçambicano de 04 meses, em Maputo, que começou por estar internado devido a problemas genéticos e doença respiratória grave, revelando-se positivo para a covid-19 num teste feito na sexta-feira e acabando por morrer no domingo.

As outras duas mortes são de mulheres moçambicanas de 65 e 62 anos, também de Maputo, com doenças crónicas e nas quais foi detetada infeção pelo novo coronavírus, acabando por falecer com agravamento dos problemas respiratórios na terça e quarta-feira, respetivamente.

As autoridades de saúde reportaram também hoje 68 novas infeções, 50 das quais na cidade de Maputo, e anunciaram 94 pessoas totalmente recuperadas.

Moçambique regista assim um total acumulado de 4.832 casos positivos, dos quais 2.857 recuperados (59% do total), após 108.745 testes (987 nas últimas 24 horas).

O país tem ainda 108 pessoas internadas em unidades hospitalares devido à covid-19, das quais 26 estão sob cuidados médicos em centros de isolamento. 

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 904 mil mortos e quase 28 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Entre os países africanos que têm o português como língua oficial, Angola lidera em número de mortos e a Guiné Equatorial em número de casos. Angola regista 126 mortos e 3.092 casos, seguindo-se a Guiné Equatorial (83 mortos e 4.990 casos), Cabo Verde (43 mortos e 4.473 casos), Guiné-Bissau (39 mortos e 2.275 casos), Moçambique (31 mortos e 4.832 casos) e São Tomé e Príncipe (15 mortos e 896 casos).

LFO // JH

Lusa/fim

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS