Covid-19: Moçambique anuncia mais 19 óbitos e 806 novos casos

As autoridades de Moçambique anunciaram hoje mais 19 mortes associadas à covid-19, elevando o total acumulado de óbitos para 386, e deu conta de 806 novos casos de infeção pelo novo coronavírus.

Covid-19: Moçambique anuncia mais 19 óbitos e 806 novos casos

Covid-19: Moçambique anuncia mais 19 óbitos e 806 novos casos

As autoridades de Moçambique anunciaram hoje mais 19 mortes associadas à covid-19, elevando o total acumulado de óbitos para 386, e deu conta de 806 novos casos de infeção pelo novo coronavírus.

As autoridades de Moçambique anunciaram hoje mais 19 mortes associadas à covid-19, elevando o total acumulado de óbitos para 386, e deu conta de 806 novos casos de infeção pelo novo coronavírus.

Do total de 19 óbitos, registados entre quinta-feira e hoje, 18 são de pessoas de nacionalidade moçambicana e um é estrangeiro, com idades entre 20 e 87 anos, detalhou Benigna Matsinhe, diretora adjunta de Saúde Pública, durante a atualização de dados sobre a pandemia.

Com o número de casos anunciados hoje, Moçambique eleva o total acumulado para 39.460, dos quais 62% estão recuperados, havendo ainda outros 326 internados (70% destes pacientes estão na cidade de Maputo).

A capital moçambicana, Maputo, concentra ainda o maior número de casos ativos (7.712), do total de 14.477 existentes no país.

Desde o anúncio do primeiro caso em março, Moçambique testou cumulativamente 347.710 casos suspeitos, dos quais 2.885 nas últimas 24 horas.

Segundo dados avançados pelo Ministério da Saúde moçambicano, o país registou, só no mês de janeiro, mais casos, mais internamentos e mais mortes por covid-19 do que em todo o ano de 2020.

Face à situação, o Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, anunciou a 13 de janeiro um agravamento de restrições por 21 dias para prevenir a propagação do vírus, encurtando horários do comércio e restauração, fechando alguns estabelecimentos e espaços culturais e interditando praias, entre outras medidas.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.227.605 mortos resultantes de mais de 102,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS