Covid-19: Moçambique aguarda a chegada de vacinas “a qualquer momento” – Governo

Moçambique espera pela chegada de vacinas contra a covid-19 “a qualquer momento” e já tem a cadeia de frio e de conservação dos fármacos preparada, disse hoje à Lusa a diretora-nacional adjunta da Saúde, Benigna Matsinhe.

Covid-19: Moçambique aguarda a chegada de vacinas

Covid-19: Moçambique aguarda a chegada de vacinas “a qualquer momento” – Governo

Moçambique espera pela chegada de vacinas contra a covid-19 “a qualquer momento” e já tem a cadeia de frio e de conservação dos fármacos preparada, disse hoje à Lusa a diretora-nacional adjunta da Saúde, Benigna Matsinhe.

“Já cumprimentos todos os procedimentos burocráticos e protocolares e a cadeia de frio do Sistema Nacional da Saúde está preparada para a conservação”, avançou Benigna Matsinhe.

Matsinhe adiantou que as vacinas que estão asseguradas para Moçambique são parte da quota que cabe ao país no âmbito do mecanismo da Covax.

A Covax é uma iniciativa internacional coordenada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e Aliança de Vacinas (Gavi), para a disponibilização de vacinas contra a covid-19 aos países pobres.

“Ao abrigo da Covax, temos direito a vacinas suficientes para vacinar 20% da nossa população, a começar pelos profissionais da saúde em todo o país”, frisou a diretora-nacional adjunta de Saúde.

Questionada pela Lusa sobre se há uma data exata para a chegada das vacinas ao país e início da vacinação, Benigna Matsinhe respondeu: “pode ser em finais de fevereiro ou em maio, não sabemos”.

Benigna Matsinhe garantiu que o país vai receber vacinas que possam ser conservadas em temperaturas entre dois e oito graus, porque o mecanismo da Covax foi pensado para disponibilizar fármacos compatíveis com a “cadeia de frio” existente nos países com sistemas de saúde menos desenvolvidos.

“Vamos usar a infraestrutura que usamos no nosso programa de vacinação em todo o país, capaz de conservar as vacinas que nos serão canalizadas”, sublinhou.

Benigna Matsinhe adiantou que a incerteza em relação à data de chegada das vacinas deve-se à elevada procura no mercado internacional.

Além das doses que serão disponibilizadas ao país no âmbito da Covax, o Governo moçambicano está empenhado em encontrar outras opções de vacinas a serem financiadas pelo Orçamento do Estado.

“As vacinas da Covax estão isentas de custos para os países beneficiários, mas o Governo pretende reforçar essa opção com vacinas financiadas com recursos próprios”, acrescentou.

Moçambique contabiliza 501 mortes por covid-19 e um cumulativo de 47.790 casos de infeção 63% dos quais estão recuperados. ???????

PMA // VM

Lusa/Fim

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS