Covid-19: Mais de 990 mil mortos e mais de 32 milhões de infetados no mundo

A pandemia de covid-19 já causou a morte a mais de 990 mil pessoas e infetou mais de 32,5 milhões em 196 países e territórios desde dezembro, segundo o último balanço da agência AFP.

Covid-19: Mais de 990 mil mortos e mais de 32 milhões de infetados no mundo

Covid-19: Mais de 990 mil mortos e mais de 32 milhões de infetados no mundo

A pandemia de covid-19 já causou a morte a mais de 990 mil pessoas e infetou mais de 32,5 milhões em 196 países e territórios desde dezembro, segundo o último balanço da agência AFP.

Redação, 26 set 2020 (Lusa) — A pandemia de covid-19 já causou a morte a mais de 990 mil pessoas e infetou mais de 32,5 milhões em todo o mundo desde dezembro, segundo o último balanço da agência AFP baseado em dados oficiais.

De acordo com o balanço da agência francesa de notícias, hoje às 11:00 TMG (12:00 em Lisboa), já morreram pelo menos 993.438 pessoas e 32.622.490 foram infetadas em 196 países e territórios desde o início da epidemia de covid-19, em dezembro de 2019, na cidade chinesa de Wuhan.

Pelo menos 22.360.200 pessoas já foram consideradas curadas pelas autoridades de saúde.

A agência adverte, contudo, que o número de casos diagnosticados reflete apenas uma fração do total real de infeções, já que alguns países estão a testar apenas casos graves, outros usam o teste como uma prioridade para rastreamento e muitos países pobres têm apenas capacidade limitada de rastreamento.

Na sexta-feira, foram registadas em todo o mundo 9.050 novas mortes e 325.900 novos casos de infeção e os países que registaram o maior número de mortes nesse dia são a Argentina, com 3.901 óbitos (devido a uma mudança no método de contagem), a Índia com 1.089 e os Estados Unidos (887).

Os Estados Unidos são o país mais afetado em termos de mortes e casos, com 203.782 mortes pelo novo coronavírus para 7.033.335 casos, de acordo com o balanço da Universidade Johns Hopkins. Pelo menos 2.727.335 pessoas foram declaradas curadas.

Depois dos Estados Unidos, os países mais afetados são o Brasil, com 140.537 mortes para 4.689.613 casos, Índia com 93.379 mortes (5.903.932 casos), México com 75.844 mortes (720.858 casos) e o Reino Unido com 41.936 mortes (423.236 casos).

Entre os países mais atingidos pela doença, o Peru é o que apresenta o maior número de mortes em relação à sua população, com 97 mortes por 100.000 habitantes, seguido pela Bélgica (86), Espanha (67), Bolívia (67) e Brasil (66).

A China (excluindo os territórios de Hong Kong e Macau) contabilizou oficialmente um total de 85.337 casos (15 novos entre sexta-feira e hoje), incluindo 4.634 mortes e 80.536 recuperações.

A América Latina e o Caribe totalizaram 338.254 mortes para 9.095.347 casos, Europa 229.335 mortes (5.199.762 casos), Estados Unidos e Canadá 213.075 mortes (7.184.066 casos), a Ásia 132.856 mortes (7.762.046 casos), o Médio Oriente 44.120 mortes (1.902.535 casos), África com 34.853 óbitos (1.447.328 casos) e a Oceânia com 945 mortes (31.410 casos).

O balanço foi realizado a partir de dados recolhidos pelas delegações da AFP junto das autoridades nacionais competentes e de informações da Organização Mundial de Saúde.

Devido a correções feitas pelas autoridades ou publicação tardia dos dados, os números do aumento de 24 horas podem não corresponder exatamente aos publicados no dia anterior.

Em Portugal, morreram 1.936 pessoas dos 72.055 casos de infeção confirmados, de acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde.

CC // FPA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS