Covid-19: Mais de 4.000 mineiros moçambicanos saíram da África do Sul em março

Mais de quatro mil trabalhadores mineiros moçambicanos saíram da África do Sul desde que o confinamento da covid-19 foi decretado em março.

Covid-19: Mais de 4.000 mineiros moçambicanos saíram da África do Sul em março

Covid-19: Mais de 4.000 mineiros moçambicanos saíram da África do Sul em março

Mais de quatro mil trabalhadores mineiros moçambicanos saíram da África do Sul desde que o confinamento da covid-19 foi decretado em março.

Joanesburgo, 27 ago 2020 (Lusa) – Mais de quatro mil trabalhadores mineiros moçambicanos saíram da África do Sul desde que o confinamento da covid-19 foi decretado em março, disse hoje à Lusa o porta-voz do Conselho de Minerais sul-africano.

O porta-voz da organização patronal sul-africana, Alan Fine, adiantou que, de um total de 4.111 mineiros, apenas 1.371 mineiros moçambicanos estão de volta, até à data, às minas de ouro e platina na África do Sul.

A indústria extrativa e de mineração na África do Sul emprega um total de 442.478 mineiros, dos quais 20.810 moçambicanos nas minas de ouro e platina, adiantou o porta-voz.

O Conselho de Minerais da África do Sul indicou que o setor está a articular com vários ministérios governamentais o regresso às minas sul-africanas de cerca de 4.400 trabalhadores mineiros de vários países da região austral do continente, incluindo moçambicanos.

O setor identificou 11.482 mineiros de várias nacionalidades que saíram do país devido à pandemia de covid-19, tendo cerca de 62% regressado à África do Sul.

O porta-voz referiu ainda à Lusa que 140 trabalhadores mineiros morreram de covid-19 na África do Sul desde março. Todavia, Alan Fine disse desconhecer a nacionalidade dos óbitos.

Dados do Conselho de Minerais (Minerals Council SA, na sigla em inglês), que representa 90% da produção mineira na África do Sul, indicam que o setor da mineração contribuiu 360.9 mil milhões de rands (18.087 mil milhões de euros) para o Produto Interno Bruto (PIB) da economia do país em 2019.

A África do Sul regista 13.502 mortos e 615.701 casos positivos de infeção por covid-19, segundo as autoridades da saúde.

As províncias mineiras de Gauteng e Noroeste, onde se concentram as principais minas de ouro e de platina, registam 33,8% e 4,0% dos casos de covid-19, respetivamente, indicou o Ministério da Saúde.

A África do Sul, o quinto país com mais casos da doença a nível mundial, realizou mais de 3,5 milhões de testes de covid-19 desde o início do surto do novo coronavírus em março, indicaram as autoridades que reportaram 525.242 recuperados da doença até à data.

CYH // JH

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS