Covid-19: Mais de 200 amostras em análise laboratorial em Cabo Verde

As autoridades de saúde cabo-verdianas anunciaram hoje que estão a analisar amostras de mais de 200 casos envolvendo a covid-19, em duas ilhas do arquipélago, quando o país já regista 90 casos da doença.

Covid-19: Mais de 200 amostras em análise laboratorial em Cabo Verde

Covid-19: Mais de 200 amostras em análise laboratorial em Cabo Verde

As autoridades de saúde cabo-verdianas anunciaram hoje que estão a analisar amostras de mais de 200 casos envolvendo a covid-19, em duas ilhas do arquipélago, quando o país já regista 90 casos da doença.

Em conferência de imprensa para fazer o balanço diário de progressão da pandemia do arquipélago, realizada ao final da tarde na cidade da Praia, o Diretor Nacional de Saúde, Artur Correia, explicou que além dos resultados das 60 amostras conhecidas durante a manhã (dois novos casos positivos de covid-19), o Laboratório de Virologia do Instituto Nacional de Saúde Pública tem pendentes outras 206 amostras.

“São 141 amostras da ilha da Boa Vista e 65 do concelho da Praia”, explicou Artur Correia.

Globalmente, são amostras recolhidas a partir de contactos identificados na investigação epidemiológica a casos confirmados da doença, mas também seis casos considerados como suspeitos de covid-19.

Acrescentou que neste momento, na sequência dos dois casos confirmados nos últimos dias no Tarrafal e outro em Santa Catarina, os dois concelhos da ilha de Santiago têm, preventivamente, 92 pessoas em quarentena domiciliar.

“A nível nacional temos ainda 298 pessoas em quarentena obrigatória, dos quais 291 na Praia, que continuam em investigação”, acrescentou o Diretor Nacional de Saúde.

Atualmente, há casos confirmados de covid-19 em cinco dos 22 concelhos do país, casos da Praia, Tarrafal e São Domingos (ilha de Santiago), São Vicente e Boa Vista.

Cabo Verde conta 90 casos da covid-19, distribuídos pelas ilhas da Boa Vista (54), de Santiago (35), e de São Vicente (um).

Um destes casos, um turista inglês de 62 anos — o primeiro diagnosticado com a doença no país, em 19 de março -, acabou por morrer na Boa Vista, enquanto outro dos doentes já foi dado como recuperado.

Desde 18 de abril que está em vigor um segundo período de estado de emergência, mantendo-se suspensas as ligações interilhas e a obrigação geral de confinamento, além da proibição de voos internacionais.

A declaração do atual estado de emergência prevê para as ilhas da Boa Vista, Santiago e São Vicente, todas com casos de covid-19, que permaneça em vigor até às 24:00 de 02 de maio.

Nas restantes seis ilhas habitadas, sem casos diagnosticados da covid-19, a prorrogação do estado de emergência é mais curta, até às 24:00 de 26 de abril.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou cerca de 198 mil mortos e infetou mais de 2,8 milhões de pessoas em 193 países e territórios. Mais de 766 mil doentes foram considerados curados.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

PVJ // EL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS