Covid-19: Mais 31 novos infetados em Cabo Verde em 24 horas

Cabo Verde registou mais 31 novos infetados pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, num dia sem óbitos, e aumentou para 32.344 os casos positivos acumulados desde o início da pandemia, anunciou hoje o Ministério da Saúde.

Covid-19: Mais 31 novos infetados em Cabo Verde em 24 horas

Covid-19: Mais 31 novos infetados em Cabo Verde em 24 horas

Cabo Verde registou mais 31 novos infetados pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, num dia sem óbitos, e aumentou para 32.344 os casos positivos acumulados desde o início da pandemia, anunciou hoje o Ministério da Saúde.

Em comunicado, as autoridades sanitárias cabo-verdianas avançaram que os laboratórios de virologia analisaram 914 amostras desde sexta-feira e encontraram 31 novos casos positivos de infeção pelo novo coronavírus, numa taxa de positividade de 3,4%.

Na ilha de Santiago foram diagnosticados mais oito infetados, sendo seis na Praia e um cada em Santa Catarina e São Miguel, enquanto Fogo tem mais nove, distribuídos por São Filipe (três), Mosteiros (quatro) e Santa Catarina (dois), São Vicente (oito), Maio (quatro), Boa Vista (um) e Porto Novo, em Santo Antão, também com um caso novo.

Num dia em que não foram registados novos óbitos por covid-19, as autoridades de saúde de Cabo Vede deram alta a mais 23 doentes, perfazendo um total de 31.371 casos recuperados da doença.

Com os novos dados, o país aumentou para 32.344 os casos positivos acumulados desde o início da pandemia, mantém os 286 mortos e passa a contabilizar 668 casos ativos, 10 óbitos por outras causas e nove transferidos.

Na sexta-feira, o Governo prolongou por mais 15 dias da situação de calamidade em todas as ilhas do arquipélago devido à covid-19, embora reconhecendo uma “melhoria” na situação epidemiológica.

Este que é o terceiro período consecutivo de situação de calamidade, agora por 15 dias, inicia-se em 28 de junho e termina em 12 de julho.

A pandemia de covid-19 provocou mais de 3,9 milhões de vítimas em todo o mundo, resultantes de perto de 180 milhões de casos de infeção diagnosticados oficialmente, segundo o balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença respiratória é provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

RIPE // EL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS