Covid-19: Madeira reportou 23 novos casos e 58 doentes recuperados

A Madeira registou 23 novos casos nas últimas 24 horas e mais 58 doentes recuperados, contando atualmente com 659 casos ativos, informou a hoje a Direção Regional de Saúde (DRS) do arquipélago.

Covid-19: Madeira reportou 23 novos casos e 58 doentes recuperados

Covid-19: Madeira reportou 23 novos casos e 58 doentes recuperados

A Madeira registou 23 novos casos nas últimas 24 horas e mais 58 doentes recuperados, contando atualmente com 659 casos ativos, informou a hoje a Direção Regional de Saúde (DRS) do arquipélago.

“Há a reportar 23 novos casos de infeção por SARS-CoV-2 na Madeira, pelo que a região passa a contabilizar 7.901 casos confirmados de covid-19”, lê-se no boletim epidemiológico divulgado pela autoridade regional de saúde.

Na nota, a DRS refere que, dos novos casos, três são importados (um da região de Lisboa e Vale do Tejo, um da Polónia e outro da Venezuela), sendo os restantes de transmissão local, “na sua maioria já associados a contactos positivos”.

Aquela autoridade de saúde indica ainda que estão hoje notificados no arquipélago 659 casos ativos, “dos quais 17 são casos importados e 642 são de transmissão local”.

Os casos ativos estão em isolamento, havendo 27 pessoas internadas no hospital Dr. Nélio Mendonça, no Funchal, com 21 doentes em Unidades Polivalentes e seis nos Cuidados Intensivos.

Outras 12 estão numa unidade hoteleira dedicada e as restantes permanecem em alojamento próprio.

A autoridade regional está a avaliar 209 situações, algumas relacionadas com viajantes identificados no aeroporto ou contactos com casos positivos.

Na informação, a DRS indica que estão 1.198 pessoas em vigilância ativa por contactos com casos positivos e 4.397 viajantes, através da aplicação MadeiraSafe.

Segundo a autoridade de saúde, há a registar hoje 58 doentes recuperados, totalizando até ao momento um total de 7.175 pessoas curadas.

A Madeira mantém os 67 óbitos associados à covid-19.

Hoje, a Direção-Geral de Saúde noticiou que foram registados na Madeira 57 novos casos [mais 34 que os reportados pela autoridade regional], contabilizando 8.162 infeções [superior em 261 infetados] e 64 mortes [menos três que as notificadas na região] devido à covid-19 desde março de 2020.

A DGS também divulgou que o Funchal é o único concelho português em risco extremo, com uma incidência cumulativa a 14 dias acima dos 960 casos de infeção por 100 mil habitantes.

O boletim alerta, contudo, que os dados referentes à Região Autónoma da Madeira devem ser interpretados atendendo ao atraso entre o diagnóstico e a notificação verificado no período em análise, entre 24 de fevereiro e 09 de março.

O risco extremo de infeção verifica-se quando um concelho tem uma incidência cumulativa a 14 dias acima dos 960 casos de infeção por 100 mil habitantes.

De acordo com a DGS, e atendendo a esta ressalva, o Funchal registou uma incidência cumulativa de 1.118 casos.

Em risco muito elevado, ou seja, com uma incidência de entre 480 e 959,9 casos por 100 mil habitantes, estão os concelhos madeirenses de Câmara de Lobos (564), Santa Cruz (576), Ponta do Sol (640) e ainda o concelho alentejano de Serpa (517).

Na última análise Portugal tinha oito concelhos em risco muito elevado de infeção com o coronavírus SARS-CoV-2 e nenhum em risco extremo.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.654.089 mortos no mundo, resultantes de mais de 119,7 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.694 pessoas dos 814.513 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

AMB (GC) // MCL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS