Covid-19: Madeira é única região com Rt superior a 1

A Madeira é a única região que regista um índice de transmissibilidade do vírus SARS-CoV-2 superior a 1, com todas as outras a apresentarem um valor igual ou inferior a este limite, anunciou hoje o INSA.

Covid-19: Madeira é única região com Rt superior a 1

Covid-19: Madeira é única região com Rt superior a 1

A Madeira é a única região que regista um índice de transmissibilidade do vírus SARS-CoV-2 superior a 1, com todas as outras a apresentarem um valor igual ou inferior a este limite, anunciou hoje o INSA.

A Madeira é a única região que regista um índice de transmissibilidade do vírus SARS-CoV-2 superior a 1, com todas as outras a apresentarem um valor igual ou inferior a este limite, anunciou hoje o INSA.

Segundo o relatório semanal do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) sobre a evolução da curva epidémica da covid-19, o Rt – indicador que estima o número de casos secundários de covid-19 resultantes de uma pessoa infetada — é de 1,04 na Madeira.

O Norte e o Centro apresentam um índice de transmissão do coronovírus de 1, enquanto Lisboa e Vale do Tejo e o Alentejo estão nos 0,96, o Algarve nos 0,89 e os Açores nos 0,87.

“Portugal apresenta a taxa de notificação acumulada de 14 dias entre os 60 e os 119,9 [casos de covid-19] por 100 mil habitantes e um Rt inferior a 1, ou seja, uma taxa de notificação moderada e com tendência decrescente”, adianta ainda o INSA.

De acordo com os dados hoje divulgados, entre 09 e 25 de abril, “observou-se uma redução acentuada do Rt”, que passou, neste período, de 1,08 para 0,96, o que indica uma “tendência decrescente da incidência de SARS-CoV-2”.

Relativamente à taxa de incidência acumulada, o relatório adianta que todas as regiões do país apresentam valores inferiores a 120 casos por 100.000 habitantes, com exceção dos Açores que está nos 120,7.

O Norte apresenta uma taxa de 79,9, o Centro de 41,1, Lisboa e Vale do Tejo de 57,8, o Alentejo de 59,4, o Algarve de 84,9 e a Madeira de 112,5.

Estes indicadores — o índice de transmissibilidade do vírus e a taxa de incidência de novos casos de covid-19 — são os dois critérios definidos pelo Governo para a avaliação continua que do processo de desconfinamento que se iniciou a 15 de março e que sábado prossegue com o início da quarta fase de alívio das restrições.

Na quinta-feira, o primeiro-ministro, António Costa, salientou que Portugal conseguiu manter uma “tendência positiva” na pandemia de covid-19 ao longo das últimas duas semanas e que, por isso, o país vai passar de estado de emergência para situação de calamidade.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.168.333 mortos no mundo, resultantes de mais de 150,4 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.974 pessoas dos 836.493 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS