Covid-19: Itália soma 4.200 novos casos com ritmo de contágios a dar sinais de abrandamento

A Itália registou 4.200 infeções pelo novo coronavírus e 22 óbitos por covid-19 nas últimas 24 horas, segundo os dados oficiais italianos hoje divulgados, apontando igualmente que o ritmo de contágios no país está a dar sinais de abrandamento.

Covid-19: Itália soma 4.200 novos casos com ritmo de contágios a dar sinais de abrandamento

Covid-19: Itália soma 4.200 novos casos com ritmo de contágios a dar sinais de abrandamento

A Itália registou 4.200 infeções pelo novo coronavírus e 22 óbitos por covid-19 nas últimas 24 horas, segundo os dados oficiais italianos hoje divulgados, apontando igualmente que o ritmo de contágios no país está a dar sinais de abrandamento.

Embora o número de novos casos hoje divulgado seja maior quando comparado com os indicadores da passada segunda-feira (mais cerca de 1.000 novos casos), a disseminação do vírus entre semanas apresenta sinais de um ligeiro abrandamento.

Na semana entre 26 de julho e 01 de agosto, o país contabilizou quase 38 mil novos casos (mais oito mil casos face à semana anterior), enquanto na última semana, de 02 de agosto a 08 de agosto, a progressão entre semanas foi menor, com as novas infeções a rondaram os 41.100, um aumento na ordem das três mil infeções, de acordo com os dados, citados pela agência espanhola EFE.

Com a contabilização dos novos contágios, o país totaliza, até à data, 4.400.617 casos de pessoas que ficaram infetadas com o novo coronavírus, de acordo com o boletim informativo do Ministério da Saúde italiano.

O número total de mortes atribuídas à doença covid-19 no território italiano desde o início da crise pandémica, em fevereiro de 2020, situa-se agora nos 128.242, segundo a mesma fonte.

Apesar de ainda estar longe dos números alarmantes que foram alcançados nos piores momentos da crise sanitária, a pressão sobre os hospitais italianos continua a aumentar.

Dos atuais 114.855 casos de covid-19 ativos no país, 3.109 doentes estão internados em enfermarias, mais 179 em relação à véspera, e 323 encontram-se em unidades de cuidados intensivos (UCI), mais 24 em comparação ao dia anterior.

A campanha de vacinação em Itália continua a progredir e mais de 34,56 milhões de pessoas já têm o processo de imunização completo contra a doença covid-19, número que representa 63,99% da população do país com mais de 12 anos de idade.

Desde a semana passada, é obrigatório em Itália apresentar o certificado digital covid-19 (documento que constitui prova de que uma pessoa foi vacinada, recebeu um resultado negativo num teste ou recuperou da doença) para ter acesso a várias atividades como, por exemplo, comer no interior de um restaurante, ir ao cinema ou a um museu ou praticar atividades desportivas em ambientes fechados.

A polícia italiana anunciou hoje, entretanto, ter desmantelado uma rede que vendia na Internet falsos certificados digitais, tendo informado que no âmbito da operação foram investigadas quatro pessoas, incluindo dois menores.

A covid-19 provocou pelo menos 4.294.735 mortes em todo o mundo, entre mais de 202,8 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil ou Peru.

SCA // EL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS