Covid-19: Itália soma 2.578 novas infeções e avalia novas medidas

A Itália registou 2.578 novos casos de infeção nas últimas 24 horas, um ligeiro decréscimo em relação a sábado, mas as autoridades italianas esclareceram que foram realizados menos testes.

Covid-19: Itália soma 2.578 novas infeções e avalia novas medidas

Covid-19: Itália soma 2.578 novas infeções e avalia novas medidas

A Itália registou 2.578 novos casos de infeção nas últimas 24 horas, um ligeiro decréscimo em relação a sábado, mas as autoridades italianas esclareceram que foram realizados menos testes.

Roma, 04 out 2020 (Lusa) — A Itália registou 2.578 novos casos de infeção pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, um ligeiro decréscimo em relação a sábado (2.844), divulgaram hoje as autoridades italianas, esclarecendo, porém, que foram realizados menos testes.

Os dados fornecidos pelo Ministério da Saúde italiano dão conta da realização de 92.714 testes de diagnóstico, menos 26.000 em relação ao dia anterior.

Em termos totais, e desde o início da crise da doença covid-19 no país, em 21 de fevereiro, Itália contabiliza 325.329 casos de pessoas que ficaram infetadas pelo novo coronavírus, segundo os dados fornecidos pelas autoridades italianas.

Com a contabilização de 18 novas vítimas mortais associadas à covid-19 nas últimas 24 horas, o número total de mortes registadas no país desde fevereiro sobe para 35.986.

Em termos dos casos positivos que estão atualmente ativos em Itália, as autoridades apontam para 57.429, dos quais a grande maioria são doentes que estão nas respetivas casas com sintomas ligeiros da doença ou estão assintomáticos.

No entanto, o número de pessoas hospitalizadas continua a aumentar e são, neste momento, 3.590 em todo o país (mais 88 em relação ao dia anterior).

Em unidades de cuidados intensivos encontram-se 303 pacientes (mais seis em relação ao dia anterior).

As regiões italianas de Campânia (412), Lombardia (314) e Veneto (261) foram aquelas que registaram o maior número de novos casos nas últimas 24 horas.

Os ‘media’ italianos avançaram hoje que o próximo decreto governamental previsto para 07 de outubro, quando expira o atual conjunto de medidas no âmbito da atual pandemia, deverá incluir novas regras para travar o contágio do novo coronavírus.

A imposição do uso de máscara em todo o país em espaços, fechados e exteriores, da via pública e novas limitações para os ajuntamentos de pessoas em locais e eventos são algumas das hipóteses avançadas pela comunicação social italiana.

A hipótese de um novo confinamento no país não está a ser aparentemente equacionada, segundo os ‘media’ locais, que indicam, no entanto, que poderá ser introduzido um “toque de recolher” com o encerramento obrigatório de espaços públicos às 23h00 para travar a animação noturna.

A pandemia da doença covid-19 já provocou mais de um milhão e trinta mil mortos e mais de 34,9 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

SCA // EL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS