Covid-19: Itália regista 2.455 novos casos nas últimas 24 horas

A Itália registou 2.455 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, quase o dobro do registado na última quinta-feira, e ainda nove mortes, segundo o Ministério da Saúde.

Covid-19: Itália regista 2.455 novos casos nas últimas 24 horas

Covid-19: Itália regista 2.455 novos casos nas últimas 24 horas

A Itália registou 2.455 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, quase o dobro do registado na última quinta-feira, e ainda nove mortes, segundo o Ministério da Saúde.

Estes dados mantêm a tendência de aumento de contágios no país, onde a variante Delta está a ganhar terreno, e o total é agora de 4.278.319 infeções desde o início da pandemia, em fevereiro de 2020.

Os 2.455 novos casos representam um aumento de 1.061 infeções em relação ao mesmo dia da semana passada, quando foram registadas 1.394 contágios.

Por outro lado, as nove mortes no último dia elevam o total de óbitos para 127.840 desde o início da emergência sanitária.

Quanto ao número de pessoas atualmente infetadas são agora 40.900, o que representa uma diminuição de 800 casos em relação a quarta-feira, sendo que a grande maioria está isolada em casa com sintomas leves ou sem sintomas.

A pressão hospitalar voltou a registar uma ligeira queda, sendo que 1.242 pacientes estão atualmente hospitalizados, menos 17 do que na véspera, dos quais 153 estão internados em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI).

A campanha de vacinação no país continua a progredir e 25,49 milhões de pessoas estão totalmente imunizadas, ou seja, 47,21% da população com mais de 12 anos, num total de 59.612.943 doses administradas em Itália.

Neste momento, a única restrição em vigor no país é o uso obrigatório de máscara em espaços fechados.

“Não se pode pensar em novas restrições nesta fase, a Itália não pode permitir um novo confinamento. Faz falta responsabilidade por parte de toda a gente e, na medida do possível, respeitar as regras que estabelecemos, mas sem pensar em mais restrições”, afirmou hoje o ministro do Turismo italiano, Massimo Garavaglio.

No entanto, algumas regiões italianas, como a Lombardia ou a Ligúria, estão a considerar usar o certificado de vacinação em bares, restaurantes ou teatros, como anunciou recentemente a França, uma possibilidade que é também contemplada pelo responsável pelas medidas para conter a pandemia em Itália, , o general Paolo Figliuolo, e a ministra dos Assuntos Regionais, Mariastella Gelmini.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 4.061.908 mortos em todo o mundo, entre mais de 188,3 milhões de casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o balanço mais recente da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil e Peru.

AXYG // PMC

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS