Covid-19: Itália como mais de 23 mil novos casos reforça limitações

Itália registou 23.641 novas infeções pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, em linha com o aumento dos últimos dias, numa altura em que as regiões e províncias reforçam as limitações.

Covid-19: Itália como mais de 23 mil novos casos reforça limitações

Covid-19: Itália como mais de 23 mil novos casos reforça limitações

Itália registou 23.641 novas infeções pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, em linha com o aumento dos últimos dias, numa altura em que as regiões e províncias reforçam as limitações.

Um total de 3.046.762 pessoas foram infetadas no país desde que a crise começou em fevereiro de 2020.

As autoridades confirmaram mais 307 mortes por covid-19 desde sexta-feira, de acordo com os dados oficiais, o que faz aumentar para 99.578 o total de óbitos associados à doença.

A pressão nos hospitais está a aumentar, especialmente em regiões como o Piemonte (norte).

Em todo o país há 23.271 pessoas internadas, mais 373 do que no dia anterior, enquanto 2.571 estão nos cuidados intensivos (mais 46).

Neste contexto, as autoridades sanitárias acompanham o progresso do vírus e reforçaram as limitações em algumas províncias como Modena ou a cidade de Bolonha (norte), que está em confinamento.

Aumentaram as regiões classificadas como “zona vermelha” ou em confinamento por apresentarem maior risco de infeção.

A partir de segunda-feira serão três depois de ter sido acrescentada à lista a Campania (sul), com capital em Nápoles, que se junta à Balisicata e Molise.

No total, representam 6,5 milhões de pessoas.

A previsão é de que, a partir de segunda-feira, as restrições sejam também mais rigorosas nas regiões de Veneto e Friuli-Venezia Giulia, elevando o risco de ligeiro a intermédio e passando para a chamada “zona laranja”.

No total, 11 das 20 regiões estão ao nível médio, enquanto em alerta de “nível amarelo” permanecem Lácio, com capital em Roma, Calábria, Apúlia e Sicília, no Sul, e Ligúria e Vale d’Aosta, no Norte.

Entretanto, todos os esforços do novo Governo de Mario Draghi visam acelerar a campanha de vacinação: mais de cinco milhões de doses já foram administradas em Itália e 1.594.122 pessoas já foram totalmente imunizadas, especialmente trabalhadores da saúde.

Ao longo deste mês, prevê-se a chegada de sete milhões de vacinas, pelo que as autoridades estão a criar pontos de vacinação como a estação de comboios Termini de Roma, inaugurada hoje, onde se espera que 2.000 pessoas sejam vacinadas por dia.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.581.034 mortos no mundo, resultantes de mais de 116 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

CFF // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS