Covid-19: Iraque ultrapassa os 10.000 mortos devido à pandemia

Mais de 10.000 pessoas já morreram devido ao novo coronavírus no Iraque, onde o sistema de saúde luta para fazer face ao afluxo de doentes, anunciou hoje o ministro da Saúde iraquiano, Hassan al-Tamimi.

Covid-19: Iraque ultrapassa os 10.000 mortos devido à pandemia

Covid-19: Iraque ultrapassa os 10.000 mortos devido à pandemia

Mais de 10.000 pessoas já morreram devido ao novo coronavírus no Iraque, onde o sistema de saúde luta para fazer face ao afluxo de doentes, anunciou hoje o ministro da Saúde iraquiano, Hassan al-Tamimi.

Desde o início da pandemia em fevereiro o Iraque registou mais de 413.000 casos de covid-19, incluindo 10.021 mortos, disse Tamimi. Cerca de 85% dos doentes foram considerados curados.

Segundo um comunicado do Ministério da Saúde iraquiano divulgado na terça-feira pela agência Xinhua, foram realizados um total de 2.528.214 testes ao novo coronavírus no país, com 38,4 milhões de habitantes.

Bagdad levantou recentemente algumas restrições e reabriram mesquitas, lojas e cafés, mas as fronteiras continuam fechadas aos não residentes.

O governo também pediu à população que evite os grandes ajuntamentos.

Segundo as autoridades religiosas, mais de 14,5 milhões de peregrinos participaram este ano no Arbain, uma grande comemoração xiita que terminou a semana passada, muitos não usando máscara nem respeitando as regras de distanciamento.

Desgastado por anos de guerra e de falta de investimento, o sistema de saúde iraquiano sofre agora a pressão dos doentes do novo coronavírus e o pessoal médico queixa-se da falta de equipamento de proteção.

A pandemia de covid-19, transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro na China, já provocou mais de um milhão e oitenta e sete mil mortos e mais de 38,2 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito da agência France Presse.

 

PAL // EL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS