Covid-19: Irão atinge o maior número de mortes diárias pela doença com 239 óbitos

O Irão atingiu o maior número de mortes diárias devido ao novo coronavírus, com 239 óbitos, divulgou hoje a televisão estatal iraniana.

Covid-19: Irão atinge o maior número de mortes diárias pela doença com 239 óbitos

Covid-19: Irão atinge o maior número de mortes diárias pela doença com 239 óbitos

O Irão atingiu o maior número de mortes diárias devido ao novo coronavírus, com 239 óbitos, divulgou hoje a televisão estatal iraniana.

O Irão atingiu o maior número de mortes diárias devido ao novo coronavírus, com 239 óbitos, divulgou hoje a televisão estatal iraniana.

O porta-voz do Ministério da Saúde do país, Sima Sadat Lari, citado pela televisão, declarou que 239 pessoas morreram nas últimas 24 horas.

Com este novo dado, o número total de mortes causadas pela covid-19 passou para 27.658.

O porta-voz do ministério disse que os profissionais de saúde registaram 4.019 novos casos confirmados nas últimas 24 horas, elevando o número total de casos confirmados no Irão para 483.844.

Segundo Lari, 4.274 pacientes estão em condições críticas e que 397.109 já se recuperaram da doença.

O Irão tem o maior surto da região e o maior número de mortes no Médio Oriente.

As autoridades atribuíram o alto número de mortes ao desrespeito desenfreado das medidas de saúde por parte das pessoas, especialmente aqueles que viajam entre as cidades, grandes reuniões e cerimónias, embora tenham encerrado muitos locais públicos, como cafés e ginásios.

As autoridades de saúde disseram que cerca de 50% das mortes foram registadas na capital, Teerão, que tem uma população de 10 milhões.

Os primeiros casos e mortes de novo coronavírus foram relatados no Irão no mesmo dia em fevereiro – o primeiro surto do vírus no Médio Oriente -, mas só viu o pico de novo casos em junho.

O maior número de mortes diárias ocorreu em julho.

Em fevereiro, as autoridades iranianas negaram por dias que o vírus havia chegado ao país, permitindo que o SARS-CoV-2 se espalhasse enquanto o país comemorava o 41.º aniversário da Revolução Islâmica de 1979 com manifestações e, em seguida, a realização uma eleição parlamentar em que as autoridades procuraram desesperadamente aumentar a participação.

A pandemia de covid-19 já provocou cerca de um milhão e cinquenta mil mortos e mais de 35,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS