Covid-19: IPO de Coimbra com 20 profissionais de saúde infetados

O Instituto Português de Oncologia (IPO) de Coimbra regista 20 profissionais de saúde e seis doentes infetados com covid-19, disse hoje à agência Lusa a unidade hospitalar.

Covid-19: IPO de Coimbra com 20 profissionais de saúde infetados

Covid-19: IPO de Coimbra com 20 profissionais de saúde infetados

O Instituto Português de Oncologia (IPO) de Coimbra regista 20 profissionais de saúde e seis doentes infetados com covid-19, disse hoje à agência Lusa a unidade hospitalar.

Em declarações à agência Lusa, o IPO refere que duas dezenas de profissionais de saúde – entre eles um médico, um enfermeiro, um técnico superior de diagnóstico e terapêutica, três assistentes técnicos e 14 assistentes operacionais – estão em isolamento profilático depois de testarem positivo.

“Não está de modo algum colocado em causa o normal funcionamento dos serviços. A atividade assistencial encontra-se assegurada”, refere a unidade de saúde, numa resposta escrita à agência Lusa.

Segundo o IPO, o serviço mais afetado foi a cozinha, “que se encontra encerrada há uma semana, tendo de imediato sido implementada uma alternativa, fruto da parceria já existente com o Serviço de Utilização Comum dos Hospitais (SUCH)”.

“Neste serviço não existiu qualquer linha de contágio entre os profissionais da cozinha e outros profissionais ou doentes. Acresce que os serviços têm recorrido sempre que possível ao teletrabalho no sentido de garantir toda a atividade e que o IPO de Coimbra já contratou, desde o início da pandemia, 51 profissionais”, salienta.

Desde o início da pandemia, em março, o IPO de Coimbra contabilizou 34 profissionais de saúde infetados, dos quais 14 já estão curados, num universo de cerca de 1.100 colaboradores aos serviços.

Neste momento, segundo a unidade hospitalar, encontram-se também em isolamento domiciliário seis doentes infetados, que foram diagnosticados numa ação de rastreio.

“No que respeita aos doentes, desde o início da pandemia foram identificados 44 casos, que atendendo à implementação precoce do rastreio generalizado de doentes assintomáticos como garante da continuidade dos tratamentos em segurança, a maioria destes doentes já estão curados”, acrescenta.

O IPO reconhece “o trabalho dos profissionais da instituição, que diariamente contribuem para a implementação de medidas de prevenção, rastreio sistemático de Serviços e isolamento dos profissionais e doentes diagnosticados com covid-19, numa relação de proximidade e confiança”.

“Esta foi a estratégia institucional adotada e que tem garantido a continuidade da atividade assistencial. Aos doentes acompanhados na instituição, o IPO de Coimbra reitera o compromisso de uma instituição segura comprometida com a segurança de todos”, sublinha a unidade hospitalar.

AMV // SSS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS