Covid-19: Índia com 44.879 casos e 547 mortos nas últimas 24 horas

A Índia registou 44.879 casos de covid-19 e 547 mortos nas últimas 24 horas, com a capital indiana, epicentro atual da pandemia, a contabilizar 7.053 novas infeções, segundo dados oficiais.

Covid-19: Índia com 44.879 casos e 547 mortos nas últimas 24 horas

Covid-19: Índia com 44.879 casos e 547 mortos nas últimas 24 horas

A Índia registou 44.879 casos de covid-19 e 547 mortos nas últimas 24 horas, com a capital indiana, epicentro atual da pandemia, a contabilizar 7.053 novas infeções, segundo dados oficiais.

Nova Deli registou ainda 104 mortes provocadas pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, um novo máximo desde meados de junho, com as autoridades a temerem o agravamento da situação este fim de semana, devido às multidões esperadas no festival Diwali.

A capital indiana sofre atualmente a pior vaga da doença desde março, numa altura em que o balanço diário no país tem vindo a descer.

O Governo local pediu a 33 hospitais privados, dos 115 existentes, que reservem 80% das camas disponíveis nos cuidados intensivos para doentes com covid-19.

O Ministério da Saúde indiano atribuiu o aumento de casos na capital à temporada de festivais religiosos, alertando que a situação pode agravar-se devido ao aumento da poluição.

As autoridades de Deli antecipam que os casos continuem a aumentar na capital, prevendo até 12 mil infeções diárias no final de novembro.

Desde o início da pandemia, a Índia registou mais de 8,7 milhões de casos de covid-19 (8.728.795), mantendo-se como o segundo país com mais infeções, atrás dos Estados Unidos, atualmente com mais de 10,5 milhões.

Com um total de 128.668 mortes, a Índia é o terceiro país do mundo com mais óbitos, a seguir aos Estados Unidos e Brasil, segundo a contagem da Universidade Johns Hopkins.

O país tem atualmente 484.547 casos ativos da doença.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.285.160 mortos em mais de 52,1 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

PTA // JMC

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS