Covid-19: Índia com 165 mil casos, valor mais baixo em 46 dias

A Índia registou 165.553 casos de covid-19 nas últimas 24 horas, o valor mais baixo dos últimos 46 dias, anunciou hoje o Ministério da Saúde indiano.

Covid-19: Índia com 165 mil casos, valor mais baixo em 46 dias

Covid-19: Índia com 165 mil casos, valor mais baixo em 46 dias

A Índia registou 165.553 casos de covid-19 nas últimas 24 horas, o valor mais baixo dos últimos 46 dias, anunciou hoje o Ministério da Saúde indiano.

Este é o terceiro dia consecutivo que o país, a braços com uma devastadora segunda vaga da pandemia, contabiliza menos de 200 mil casos, após os mais de 400 mil contágios diários, no início deste mês.

Nas últimas 24 horas, o país registou ainda 3.460 mortos, menos 157 que na véspera.

O total de óbitos eleva-se agora a 325.972, o que faz da Índia o terceiro país do mundo com mais mortes provocadas por covid-19, depois dos Estados Unidos e Brasil, de acordo com dados da Universidade norte-americana Johns Hopkins.

Com mais de 27,8 milhões de infeções acumuladas, a Índia é o segundo país com mais casos a nível mundial, depois dos Estados Unidos.

O total de casos ativos voltou a descer, rondando atualmente os 2,1 milhões, segundo o Ministério da Saúde indiano.

A taxa de positividade dos testes de diagnóstico do novo coronavírus baixou para 8,02%, quando há um mês rondava os 20%, uma redução que não chega, no entanto, para dar por terminada a segunda vaga da pandemia no país.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera que a pandemia está sob controlo quando a taxa de positividade de um país é inferior a 5%.

A grave crise sanitária atrasou a campanha de vacinação, com vários estados a criticarem as limitações no fornecimento das vacinas.

O total de doses administradas ronda os 212 milhões, de acordo com os dados atualizados diariamente pelo Ministério da Saúde indiano.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.524.960 mortos no mundo, resultantes de mais de 169,3 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

PTA // PTA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS