Covid-19: Incidência em Espanha supera os 100 casos pela primeira vez desde setembro

A incidência acumulada de contágios de covid-19 em Espanha subiu para 104,3 casos por cada 100.000 habitantes diagnosticados nos últimos 14 dias, um valor que não se verificava desde setembro, segundo os dados divulgados hoje.

Covid-19: Incidência em Espanha supera os 100 casos pela primeira vez desde setembro

Covid-19: Incidência em Espanha supera os 100 casos pela primeira vez desde setembro

A incidência acumulada de contágios de covid-19 em Espanha subiu para 104,3 casos por cada 100.000 habitantes diagnosticados nos últimos 14 dias, um valor que não se verificava desde setembro, segundo os dados divulgados hoje.

Este aumento é acompanhado pela subida para 5% da ocupação média de camas nas unidades de cuidados intensivos, uma percentagem a partir da qual as autoridades sanitárias consideram que corresponde a um primeiro patamar de risco.

O indicador da velocidade de transmissão da doença passou de 96,1 casos (quarta-feira) para 104,3 (hoje) por cada 100.000 habitantes diagnosticados nos últimos 14 dias.

Por outro lado, a Espanha registou 6.315 novos casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2 nas últimas 24 horas, tendo o Ministério da Saúde também notificado mais 29 mortes atribuídas à doença covid-19 durante o mesmo período.

O número total de casos notificados em Espanha desde o início da pandemia é de 5.074.027 e já morreram 87.804 pessoas devido à doença.

Nas últimas 24 horas, deram entrada nos hospitais de todo o país 299 pessoas com covid-19 e o número de doentes hospitalizados subiu para 2.308 (eram 2.260 na quarta-feira), o que corresponde a 1,86% das camas ocupadas.

Destes, 457 estão em unidades de cuidados intensivos (447 na quarta-feira), ocupando 5,00% das camas desses serviços.

A ministra da Saúde espanhola, Carolina Darias, disse na quarta-feira que as percentagens de camas nos hospitais e nas unidades de cuidados intensivos ocupadas por doentes da covid-19 são “razoáveis”, apesar do aumento “suave” de novos casos da doença em Espanha, que apresenta uma situação diferente em comparação com países como o Reino Unido ou os Países Baixos.

Em declarações a jornalistas, Darias apelou, no entanto, às pessoas que ainda não foram vacinadas a fazê-lo e, sobretudo, a uma cultura de cuidados sanitários por parte da população, para evitar o contágio.

O Ministério da Saúde espanhol também informou hoje que 37,50 milhões de pessoas já estão totalmente vacinadas contra a covid-19 (89,0% da população alvo), e 38,20 milhões têm pelo menos uma das doses do fármaco (90,7%).

A covid-19 provocou pelo menos 5.122.682 mortes em todo o mundo, entre mais de 254,95 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 18.295 pessoas e foram contabilizados 1.115.080 casos de infeção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

FPB // PDF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS