Covid-19: Incidência em Espanha em descida lenta para 687 casos por 100.000 habitantes

A incidência acumulada de infetados em Espanha desceu para 687,3 casos por cada 100.000 habitantes diagnosticados nas últimas duas semanas, tendo-se registado 44 mortes nas últimas 24 hs.

Covid-19: Incidência em Espanha em descida lenta para 687 casos por 100.000 habitantes

Covid-19: Incidência em Espanha em descida lenta para 687 casos por 100.000 habitantes

A incidência acumulada de infetados em Espanha desceu para 687,3 casos por cada 100.000 habitantes diagnosticados nas últimas duas semanas, tendo-se registado 44 mortes nas últimas 24 hs.

Madrid, 30 jul 2021 (Lusa) – A incidência acumulada de infetados por covid-19 em Espanha desceu para 687,3 casos por cada 100.000 habitantes diagnosticados nas últimas duas semanas, tendo-se registado 44 mortes nas últimas 24 horas, segundo o mais recente relatório do Ministério da Saúde.

A curva da pandemia parece ter chegado ao seu pico e começa a descer ligeiramente, mas de forma mais acelerada na faixa etária dos jovens entre 20 e 29 anos, onde a incidência caiu 230 pontos numa semana, indica o relatório oficial.

O número de doentes de covid-19 nas unidades de cuidados intensivos é que continua a aumentar, registando hoje uma ocupação de 18,31%, quase mais sete pontos percentuais que há uma semana, e mais seis décimas que na véspera.

Quase 27 milhões de espanhóis já têm a vacinação completa, o que corresponde a 56,8% da população, segundo o Ministério da Saúde, que revela que três regiões já conseguiram imunizar 70% da sua população: Astúrias, Galiza e Extremadura.

Nas últimas 24 horas, foram administradas 473.459 vacinas no país.

Na quinta-feira, o primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, anunciou que está prevista a chegada, durante o mês de agosto, que começa no domingo, de um novo carregamento de 3,4 milhões de vacinas Pfizer, o que permitirá antecipar para esse mês o objetivo de ter 70% da população espanhola com a vacinação completa.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 4.202.179 mortos em todo o mundo, entre mais de 196,5 milhões de casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, morreram desde o início da pandemia, em março de 2020, 17.344 pessoas e foram registados 966.041 casos de infeção, segundo a Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil e Peru.

ANC // EL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS