Covid-19: Incidência acumulada em Espanha sobe para 107 casos

O número de contágios de covid-19 em Espanha continua a aumentar, tendo subido hoje para quase 107 casos diagnosticados por cada 100.000 habitantes nas últimas duas semanas, mais sete casos do que na segunda-feira, segundo o Ministério da Saúde espanhol.

Covid-19: Incidência acumulada em Espanha sobe para 107 casos

Covid-19: Incidência acumulada em Espanha sobe para 107 casos

O número de contágios de covid-19 em Espanha continua a aumentar, tendo subido hoje para quase 107 casos diagnosticados por cada 100.000 habitantes nas últimas duas semanas, mais sete casos do que na segunda-feira, segundo o Ministério da Saúde espanhol.

A incidência acumulada subiu dos 100,06 casos comunicados na segunda-feira para os 106,82 de hoje, sendo as comunidades autónomas espanholas com os níveis mais elevados as da Cantábria (180), Andaluzia (164), Catalunha (147), La Rioja (134) e Canárias (113).

De salientar que entre os jovens de 20 a 29 anos a incidência acumulada alcança os 251 casos.

A Espanha também registou 7.091 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, elevando para 3.799.733 o total de infetados até agora.

Os serviços sanitários notificaram ainda mais 40 mortes atribuídas à pandemia desde segunda-feira, havendo agora um total de 80.829 óbitos.

Nas últimas 24 horas, deram entrada nos hospitais de todo o país 284 pessoas com a doença (204 na segunda-feira), das quais 67 na Andaluzia, 54 na Catalunha, 30 na Comunidade Valenciana e 26 em Madrid.

Por outro lado, desceu para 2.389 o número de hospitalizados com covid-19 (2.495), o que corresponde a 2,0% das camas, dos quais 620 pacientes estão em unidades de cuidados intensivos (644), 6,7% das camas desses serviços.

O aumento das infeções entre os grupos de pessoas não vacinadas, especialmente os mais jovens, acelerou os planos de vacinação das comunidades autónomas espanholas que agora pretendem começar a imunizar os menores de 30 anos em julho, de modo que algumas regiões já iniciaram a aceitar inscrições no sistema de auto agendamento.

A decisão de incluir os jovens nas campanhas de vacinação coincide com o aparecimento de um grande surto relacionado com as viagens de fim de ano de estudantes às Ilhas Baleares (Mediterrâneo), que mantêm isoladas 249 pessoas em Palma e colocaram em quarentena mais de 4.000 pessoas.

O número de casos positivos de covid-19 na Comunidade de Madrid ligados a essas viagens ascende a 656, dos quais 593 são estudantes, segundo fontes do Governo regional da região, citadas pela agência Efe, que também informaram que existem 2.595 pessoas em quarentena.

Ao todo houve oito comunidades autónomas espanholas que notificaram cerca de mil casos positivos ligados às viagens de fim de ano a Maiorca (a maior ilha das Baleares), sendo a Comunidade de Madrid a mais afetada com 656 infeções.

Os contágios começaram num concerto, que foi desmontado pela polícia por não cumprir as medidas preventivas como a distância de segurança e o uso de máscaras, e foram ainda provocados em festas em hotéis e barcos que estes jovens frequentavam desde meados do corrente mês.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.925.816 mortos no mundo, resultantes de mais de 181 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 17.092 pessoas e foram confirmados 877.195 casos de infeção, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

FPB // PMC

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS