Covid-19: Imunidade de grupo é mito, atira criador da vacina AstraZeneca

Andrew Pollard, responsável por desenvolver a vacina da AstraZeneca – em conjunto com Sarah Gilbert – afirmou que não será possível alcançar a imunidade de grupo com a prevalência da variante Delta.

Covid-19: Imunidade de grupo é mito, atira criador da vacina AstraZeneca

Covid-19: Imunidade de grupo é mito, atira criador da vacina AstraZeneca

Andrew Pollard, responsável por desenvolver a vacina da AstraZeneca – em conjunto com Sarah Gilbert – afirmou que não será possível alcançar a imunidade de grupo com a prevalência da variante Delta.

Andrew Pollard, responsável por desenvolver a vacina da AstraZeneca – em conjunto com Sarah Gilbert – afirmou que não será possível alcançar a imunidade de grupo com a prevalência da variante Delta. O líder do grupo que investiga vacinas na Universidade de Oxford explica que se as pessoas vacinadas podem ser infetadas e transmitir o vírus, tal significa que não vão poder servir de escudo às pessoas não vacinadas, tornando a ideia de imunidade de grupo um mito, noticiou o jornal The Guardian.

Vacinas têm grande eficácia

As vacinas continuam, no entanto, eficazes na prevenção de doença grave e morte, mesmo na presença da variante Delta. Mais, as pessoas vacinadas entre os 18 e os 64 anos têm 49% menos probabilidade de serem infetadas do que as não vacinadas, segundo um estudo do Imperial College de Londres. Andrew Pollard também descarta, por enquanto, a possibilidade de uma terceira dose e reforço. Isso só se vai justificar caso se verifique uma subida dos internamentos ou mortes entre as pessoas vacinadas, defende o membro da comissão de vacinação.

Em relação à vacinação de crianças, o JCVI defende que apenas as crianças vulneráveis entre os 12 e os 15 anos, ou as que vivem com adultos de risco devem ser vacinados.

LEIA AINDA
Vítimas de ataque cardíaco podem vir a ser tratadas com veneno mortal de aranha australiana
Vítimas de ataque cardíaco podem vir a ser tratadas com veneno mortal de aranha australiana
Cientistas australianos descobriram um tratamento que pode vir a salvar vítimas de ataque cardíaco à base do veneno de uma das aranhas mais mortais do mundo. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS