Covid-19: Hospital de Évora aumenta capacidade e quer contratar mais profissionais

O Hospital do Espírito Santo de Évora aumentou a capacidade para doentes com o vírus da covid-19 e suspeitos de infeção do coronavírus, com abertura de novas valências, e quer contratar mais profissionais de saúde.

Covid-19: Hospital de Évora aumenta capacidade e quer contratar mais profissionais

Covid-19: Hospital de Évora aumenta capacidade e quer contratar mais profissionais

O Hospital do Espírito Santo de Évora aumentou a capacidade para doentes com o vírus da covid-19 e suspeitos de infeção do coronavírus, com abertura de novas valências, e quer contratar mais profissionais de saúde.

“Não é só em instalações, é também de recursos humanos. Estamos abertos ao recrutamento”, afirmou hoje a presidente do conselho de administração do HESE, Maria Filomena Mendes, na abertura da ampliação da urgência da área dedicada a doenças respiratórias.

A responsável realçou que a unidade hospitalar já conseguiu “contratar 40 enfermeiros e 60 assistentes operacionais”, mas vincou que o hospital ainda precisa de “mais pessoas, principalmente enfermeiros e médicos”.

“Temos uma equipa jovem, dinâmica, muito empenhada e dedicada, mas também tem os seus limites e está cansada e exausta em muitas situações para dar resposta nos cuidados intensivos, nos serviços de urgência covid e no internamento covid”, disse.

O serviço de urgência da área dedicada a doenças respiratórias (ADR-SU) do hospital de Évora, cuja ampliação entrou hoje em funcionamento, mais do que duplicou os postos de atendimento, passando de 12 para 26.

Também abriu este fim de semana a nova unidade de cuidados intensivos (UCI) para doentes com covid-19 do HESE, com cinco camas, que se juntou à já existente, que tem oito lugares e que atualmente está lotada.

Já a capacidade de internamento para doentes com covid-19 em enfermaria na unidade hospitalar tem sido gradualmente aumentada nas últimas semanas, disponibilizando, desde o dia 01 deste mês, um total de 61 camas.

“Temos quatro vagas neste total em enfermaria”, sublinhou a presidente do conselho de administração do HESE.

No dia 03 deste mês, em comunicado, o HESE informou que, “devido ao extraordinário aumento de afluxo de doentes” na Área Dedicada aos Doentes Respiratórios do Serviço de Urgência Geral (ADR SU), os doentes com covid-19 ou suspeitos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2 não deviam ser encaminhados para aquela unidade.

No dia seguinte, o hospital de Évora voltou a receber estes doentes, depois da normalização do afluxo aos serviços.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.926.570 mortos resultantes de mais de 89 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 7.803 pessoas dos 483.689 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

O estado de emergência decretado em 09 de novembro para combater a pandemia foi renovado com efeitos desde as 00:00 de 08 de janeiro, até dia 15.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS