Covid-19: Hospitais de Lisboa Central com 96 internados em enfermaria e 18 em UCI

O Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central (CHULC) registava às 00:00 de hoje 114 internamentos motivados pela covid-19, dos quais 18 em unidades de cuidados intensivos (UCI), disse à Lusa fonte hospitalar.

Covid-19: Hospitais de Lisboa Central com 96 internados em enfermaria e 18 em UCI

Covid-19: Hospitais de Lisboa Central com 96 internados em enfermaria e 18 em UCI

O Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central (CHULC) registava às 00:00 de hoje 114 internamentos motivados pela covid-19, dos quais 18 em unidades de cuidados intensivos (UCI), disse à Lusa fonte hospitalar.

Os casos mais graves estão internados no Hospital Curry Cabral e numa unidade mais pequena do Hospital de São José, enquanto os doentes em enfermaria se repartem por estes dois, pelo Hospital Dona Estefânia (pediátrico) e pela Maternidade Alfredo da Costa.

No Hospital de Santo António dos Capuchos e no Hospital de Santa Marta, os outros dois estabelecimentos que compõem o CHULC, não há unidades de internamento para doentes covid.

Contactada pela Lusa, fonte do gabinete de comunicação do CHULC explicou que o centro hospitalar não contabiliza taxa de ocupação de camas por doentes com covid-19, uma vez que se vai adaptando à medida do que for necessário.

“O plano anteriormente definido mantém-se ativo. Deste modo, as enfermarias serão preparadas e ativadas conforme as necessidades”, afirmou.

Dos doentes que estavam internados às 00:00 de hoje, praticamente metade (56) tinham idades compreendidas entre os 30 e os 59 anos, registando-se ainda 19 doentes com mais de 80 anos, três na faixa 0-9 anos, dois nos 10-19, sete nos 20-29, 14 nos 60-69 e 13 nos 70-79.

O número de internamentos no CHULC é atualmente cerca de um terço do pico registado desde o início da pandemia, verificado no dia 08 de fevereiro deste ano, data em que estavam internados nestes hospitais 346 pessoas, das quais 55 em UCI.

A região de Lisboa e Vale do Tejo continua a contabilizar a maioria das infeções da quarta vaga, que se acentuou a partir do final de maio, registando hoje 1.141 novos casos de contágio com o novo coronavírus, cerca de 43% do total.

Segundo dados da Direção-Geral da Saúde (DGS), Portugal registou hoje nove mortos atribuídos à covid-19 e 2.650 novos casos de contágio pelo vírus SARS-CoV-2, mais 868 do que na segunda-feira.

O número de infeções acumulado em Portugal atingiu os 912.406, enquanto os óbitos registados são 17.173, dos quais 7.314 em Lisboa e Vale do Tejo.

Em enfermaria estão internadas 742 pessoas, enquanto as unidades de cuidados intensivos acolhem 161 doentes.

Na segunda-feira, Portugal continental manteve a tendência crescente da incidência de infeções por 100 mil habitantes em 14 dias, apresentando 325,2 novos casos contra os 280,5 de sexta-feira.

A doença respiratória covid-19 é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, uma cidade da China, atualmente com variantes identificadas em países como Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil e Peru.

PA (SBR) // MLS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS