Covid-19: Guiné-Bissau regista 61 novos casos e aumenta vítimas mortais para 33

A Guiné-Bissau registou na semana passada 61 novas infeções pelo novo coronavírus, aumentando o total de casos acumulado para 2.149 e o número de vítimas mortais para 33.

Covid-19: Guiné-Bissau regista 61 novos casos e aumenta vítimas mortais para 33

Covid-19: Guiné-Bissau regista 61 novos casos e aumenta vítimas mortais para 33

A Guiné-Bissau registou na semana passada 61 novas infeções pelo novo coronavírus, aumentando o total de casos acumulado para 2.149 e o número de vítimas mortais para 33.

Bissau, 17 ago 2020 (Lusa) – A Guiné-Bissau registou na semana passada 61 novas infeções pelo novo coronavírus, aumentando o total de casos acumulado para 2.149 e o número de vítimas mortais para 33, disse hoje a entidade responsável pelo combate à pandemia de covid-19.

Na semana entre 10 e 15 de agosto foram feitas 1.415 amostras e registados 61 novos casos, disse a alta comissária para combate à covid-19, Magda Robalo, na conferência de imprensa semanal para a atualização dos dados da pandemia no país.

Segundo a antiga ministra da Saúde, a Guiné-Bissau regista 2.149 casos acumulados, dos quais 1.006 continuam ativos.

Em relação às vítimas mortais, Magda Robalo disse que foram registados 33 óbitos.

“No total foram registados 39 óbitos, dos quais 33 são óbitos por covid-19 e seis de pessoas que morreram de outras causas, mas também eram positivas para a covid-19”, salientou.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 770.429 mortos e infetou mais de 21,7 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em África, há 25.618 mortos confirmados em mais de 1,1 milhões de infetados em 55 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia no continente.

Entre os países africanos que têm o português como língua oficial, Angola lidera em número de mortos e a Guiné Equatorial em número de casos. Angola regista 88 mortos e 1.906 casos, seguindo-se a Guiné Equatorial (83 mortos e 4.821 casos), Cabo Verde (35 mortos e 3.179 casos), Guiné-Bissau (33 mortos e 2.149 casos), Moçambique (19 mortos e 2.855 casos) e São Tomé e Príncipe (15 mortos e 885 casos).

No âmbito do combate à pandemia na Guiné-Bissau, o Presidente guineense, Umaro Sissoco Embaló, decretou o estado de emergência, que já foi prolongado por diversas vezes, a última das quais até 24 de agosto.

MSE // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS