Covid-19: Guiné-Bissau com mais dois óbitos e 16 novos casos na última semana

A Guiné-Bissau registou mais dois óbitos e 16 novos casos da doença provocada pelo novo coronavírus, segundo dados hoje divulgados pelo Alto-Comissariado para a Covid-19.

Covid-19: Guiné-Bissau com mais dois óbitos e 16 novos casos na última semana

Covid-19: Guiné-Bissau com mais dois óbitos e 16 novos casos na última semana

A Guiné-Bissau registou mais dois óbitos e 16 novos casos da doença provocada pelo novo coronavírus, segundo dados hoje divulgados pelo Alto-Comissariado para a Covid-19.

Segundo os dados, na semana entre 1 e 7 de novembro, foram registados mais 16 novos casos, para um total acumulado de 6.150, e realizados 1.042 testes, um aumento em relação à semana anterior.

O Alto-Comissariado indicou também que foram registadas mais duas vítimas mortais, na região de Biombo, para um total acumulado de 143 mortos desde o início da pandemia.

Atualmente, o país tem 270 casos ativos e nove pessoas estão internadas devido à doença.

“Temos manifestado a nossa reserva em relação aos números. Quanto mais testes forem feitos, maior é a probabilidade de haver mais casos positivos”, disse Plácido Cardoso, secretário do Alto-Comissariado para a Covid-19.

A Guiné-Bissau vive há vários meses uma greve geral no setor da saúde, estando apenas a ser garantidos os serviços mínimos.

Plácido Cardoso pediu também às pessoas que tenham sintomas gripais para irem aos centros de saúde fazerem testes.

Os testes no centro de saúde são gratuitos, apenas os testes para viajantes são pagos, lembrou o médico guineense, que falava à imprensa durante a conferência semanal sobre a evolução da doença no país.

A covid-19 provocou pelo menos 5.042.330 mortes em todo o mundo, entre mais de 249,43 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

 

MSE // VM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS