Covid-19: Guiné-Bissau com mais 28 casos aumenta total acumulado para 2.303

A Guiné-Bissau registou na última semana mais 28 casos de covid-19, aumentando o total acumulado para 2.303, segundo o Alto Comissariado para a Covid-19.

Covid-19: Guiné-Bissau com mais 28 casos aumenta total acumulado para 2.303

Covid-19: Guiné-Bissau com mais 28 casos aumenta total acumulado para 2.303

A Guiné-Bissau registou na última semana mais 28 casos de covid-19, aumentando o total acumulado para 2.303, segundo o Alto Comissariado para a Covid-19.

Entre os dias 06 e 12 foram registados mais 28 casos e realizados 1.828 testes no país, segundo o balanço semanal sobre a evolução da pandemia provocada pelo novo coronavírus na Guiné-Bissau.

Segundo os dados disponibilizados pelo Alto Comissariado, permanecem ativos no país 786 casos e há 1.472 pessoas recuperadas da covid-19.

O número de vítimas mortais permanece nos 39 à semelhança da semana passada.

Por regiões, o Setor Autónomo de Bissau continua a ser o que regista mais casos com um total acumulado de 1.993 casos, seguido de Biombo com 135 casos, Bafatá com 52, Cacheu com 42, Quinara com 37, Oio com 20, Farim com 11, Tombali com nove, Gabu com três e Bolama com um.

O arquipélago dos Bijagós permanece sem registo de qualquer caso positivo de covid-19.

A Guiné-Bissau registou os primeiros casos de covid-19 em março, tendo o Presidente guineense, Umaro Sissoco Embaló, decretado o estado de emergência, que foi prolongado por oito vezes, a última das quais até 08 de setembro.

Na quarta-feira, o Governo do país declarou situação de calamidade e de emergência de saúde para todo o território nacional até dezembro.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 924.968 mortos e mais de 29 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em África, há 32.625 mortos confirmados em mais de 1,3 milhões de infetados em 55 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia naquele continente.

Entre os países africanos que têm o português como língua oficial, Angola lidera em número de mortos e a Guiné Equatorial em número de casos. Angola regista 134 mortos e 3.388 casos, seguindo-se a Guiné Equatorial (83 mortos e 4.996 casos), Cabo Verde (44 mortos e 4.813 casos), Guiné-Bissau (39 mortos e 2.303 casos), Moçambique (35 mortos e 5.269 casos) e São Tomé e Príncipe (15 mortos e 906 casos).

O Brasil é o país lusófono mais afetado pela pandemia e um dos mais atingidos no mundo, ao contabilizar o segundo número de mortos (mais de 4,3 milhões de casos e 131.625 óbitos), depois dos Estados Unidos.

MSE // JH

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS