Covid-19: Governo britânico criticado por recomendar restrições regionais 

O Reino Unido registou a morte de 15 pessoas e 2.439 casos de covid-19 nas últimas 24 horas, segundo o Governo que foi criticado por recomendar restrições regionais sem avisar as autoridades

Covid-19: Governo britânico criticado por recomendar restrições regionais 

Covid-19: Governo britânico criticado por recomendar restrições regionais 

O Reino Unido registou a morte de 15 pessoas e 2.439 casos de covid-19 nas últimas 24 horas, segundo o Governo que foi criticado por recomendar restrições regionais sem avisar as autoridades

Londres, 25 mai 2021 (Lusa) – O Reino Unido registou a morte de 15 pessoas e 2.439 de covid-19 nas últimas 24 horas, segundo dados do Governo britânico, que hoje foi criticado por recomendar restrições regionais sem avisar as respetivas autoridades locais. 

As instruções do Governo contra o convívio em espaços fechados e viagens para dentro ou fora das zonas mais afetadas pela variante B1.617.2, descoberta primeiro na Índia, foram hoje motivo de debate no Parlamento. 

“Porque é que essas instruções apareceram num ‘site’ na noite de sexta-feira não foram comunicadas a ninguém? Porque é que os Diretores de Saúde Pública locais e os líderes das autoridades locais não foram consultados”, questionou o porta-voz do Partido Trabalhista para a Saúde, Jonathan Ashworth.

As orientações dadas pelo Ministério da Saúde britânico, diferentes das regras para o resto do país, afetam as áreas de Kirklees, Bedford, Burnley, Leicester, North Tyneside, bem como Bolton (perto de Manchester) e Hounslow (oeste de Londres).

Nos últimos sete dias, entre 18 e 24 de maio, a média diária nacional foi de sete mortes e 2.609 casos, o que corresponde a uma descida de 22,6% no número de mortes, mas uma subida de 18% no número de infeções relativamente aos sete dias anteriores.

Desde o início da pandemia, foram notificados 127.739 óbitos de covid-19 num total de 4.467.310 infeções confirmadas no país, valor atualizado em baixa devido à introdução de um novo sistema.

Desde dezembro foram imunizadas 38.192.417 pessoas com uma primeira dose de uma vacina contra a covid-19, o que corresponde a 72,5% da população adulta.

23.228.511 pessoas, ou 44,1% da população adulta, já receberam também a segunda dose.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.475.079 mortos no mundo, resultantes de mais de 167,1 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 17.021 pessoas dos 845.840 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

BM // EL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS