Covid-19: GNR recusou 581 entradas e saídas da AML no fim de semana

A GNR registou 18 contraordenações e recusou 581 entradas ou saídas da Área Metropolitana de Lisboa (AML) entre as 15:00 de sexta-feira e as 06:00 de hoje no âmbito das restrições à circulação devido à covid-19.

Covid-19: GNR recusou 581 entradas e saídas da AML no fim de semana

Covid-19: GNR recusou 581 entradas e saídas da AML no fim de semana

A GNR registou 18 contraordenações e recusou 581 entradas ou saídas da Área Metropolitana de Lisboa (AML) entre as 15:00 de sexta-feira e as 06:00 de hoje no âmbito das restrições à circulação devido à covid-19.

Numa resposta enviada à agência Lusa, a Guarda Nacional Republicana avança que, entre as 15:00 de sexta-feira e as 06:00 de hoje, foram fiscalizados 7.630 veículos.

Segundo a GNR, foram registadas 581 recusas de entrada e saída da AML e levantados 18 autos de contraordenações por incumprimento à legislação em vigor no âmbito da pandemia de covid-19, tendo estas pessoas entrado na AML sem as exceções previstas na lei.

Pelo terceiro fim de semana consecutivo foi proibida a circulação para dentro ou para fora da Área Metropolitana de Lisboa, entre as 15:00 de sexta-feira e as 06:00 de segunda-feira, salvo as exceções previstas na lei, devido ao aumento de casos de covid-19 na AML.

Podem entrar e sair da Área Metropolitana as pessoas que tenham um certificado digital ou teste negativo à covid-19.

Em relação ao fim de semana passado, a GNR registou menos recusas de entradas e menos contraordenações.

Sobre a limitação de circulação entre as 23:00 e as 05:00 nos 45 concelhos em risco muito elevado (19) e elevado (26), medida em vigor desde a passada sexta-feira, a GNR destaca o encerramento de uma festa ilegal no concelho de Alcochete, que tem risco elevado, com cerca de 300 pessoas na madrugada de domingo.

Num balanço também feito à Lusa, a PSP indicou que deteve cinco pessoas e registou quase 60 contraordenações, a maior parte na Área Metropolitana de Lisboa, durante o fim de semana, e no âmbito da fiscalização às medidas para combater a pandemia.

A maioria das contraordenações foram por incumprimento das regras de venda e consumo de álcool na via pública e por não uso de máscara na rua.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 3.980.935 mortos em todo o mundo, resultantes de mais de 183,7 milhões de casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o balanço mais recente feito pela agência France-Presse.

Em Portugal, desde o início da pandemia, em março de 2020, morreram 17.117 pessoas e foram registados 890.571 casos de infeção, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

CMP // JMR

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS