Covid-19: G7 pronto para reduzir o impacto económico da epidemia

Os países do G7 estão prontos para “utilizar todos os instrumentos apropriados” para reduzir o impacto económico do coronavírus e, em particular a adotar políticas “orçamentais”.

Covid-19: G7 pronto para reduzir o impacto económico da epidemia

Covid-19: G7 pronto para reduzir o impacto económico da epidemia

Os países do G7 estão prontos para “utilizar todos os instrumentos apropriados” para reduzir o impacto económico do coronavírus e, em particular a adotar políticas “orçamentais”.

Washington, 03 mar 2020 (Lusa) – Os países do G7 estão prontos para “utilizar todos os instrumentos apropriados” para reduzir o impacto económico da epidemia do coronavírus e, em particular a adotar políticas “orçamentais”, foi hoje anunciado.

“Os ministros das Finanças do G7 estão prontos para agir, incluindo adotar medidas orçamentais se for apropriado para (…) apoiar a economia”, refere o comunicado publicado hoje na sequência de uma conferência telefónica dos ministros das Finanças e dos bancos centrais do G7.

Os banqueiros centrais também prometem “continuar a cumprir os seus mandatos”, ou seja, “apoiar a estabilidade de preços e o crescimento económico, mantendo a resiliência do sistema financeiro”.

Os ministros das Finanças e os banqueiros centrais do G7 disseram que “seguem cuidadosamente a epidemia de coronavírus de 2019 (Covid-19) e suas consequências nos mercados e condições económicas”.

Também referem que estão “prontos para cooperar novamente em medidas oportunas e eficazes”.

“Dadas as possíveis consequências do Covid-19 no crescimento global, reafirmamos o nosso compromisso de utilizar todas as ferramentas políticas apropriadas”, acrescentaram.

Os Estados Unidos presidem este ano ao grupo dos sete países mais ricos do planeta, Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido.

MC // EA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS