Europa é o único continente onde as mortes por covid-19 estão a aumentar

A Europa registou um aumento de 5% nas mortes por covid-19 na última semana, enquanto no resto dos continentes o número de óbitos permaneceu estável ou diminuiu, de acordo com a OMS.

Europa é o único continente onde as mortes por covid-19 estão a aumentar

Europa é o único continente onde as mortes por covid-19 estão a aumentar

A Europa registou um aumento de 5% nas mortes por covid-19 na última semana, enquanto no resto dos continentes o número de óbitos permaneceu estável ou diminuiu, de acordo com a OMS.

A Europa registou um aumento de 5% nas mortes por covid-19 na última semana, enquanto no resto dos continentes o número de óbitos permaneceu estável ou diminuiu, de acordo com o último relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS). Segundo o documento, hoje publicado, na América, as mortes por esta causa diminuíram 3%, na região do Pacífico Ocidental – que inclui a China – caíram 5% e no Mediterrâneo Oriental 14%. No sul e no leste da Ásia, que inclui a Índia, as mortes no contexto da pandemia aumentaram 1% e em África subiram 3%.

Globalmente, foram registadas 50.000 mortes

Globalmente, foram registadas 50.000 mortes adicionais, de acordo com as notificações de todos os países recebidas pela OMS, um número que se manteve estável. O número de infeções aumentou 6% globalmente. Por região, o aumento foi de 8% na Europa e na América, enquanto em África foram relatados menos 33% de casos. O número de infeções em todo o mundo subiu para 252 milhões em 23 meses, desde que o vírus começou a circular intensamente na China.

Na Europa, a incidência de casos por 100.000 habitantes foi muito maior (230) do que em qualquer outra região. Na América, foi de 74 casos por 100.000 habitantes. Os países com mais casos na última semana foram Estados Unidos, Rússia, Alemanha, Reino Unido e Turquia. A covid-19 provocou pelo menos 5.105.488 mortes em todo o mundo, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse. A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS