Covid-19: Estabelecimentos turísticos da Madeira com quebras de 90,3% em fevereiro

Os estabelecimentos de alojamento da Madeira registaram em fevereiro 57 mil dormidas, o que representa um decréscimo de 90,3% em comparação com o mesmo mês do ano passado.

Covid-19: Estabelecimentos turísticos da Madeira com quebras de 90,3% em fevereiro

Covid-19: Estabelecimentos turísticos da Madeira com quebras de 90,3% em fevereiro

Os estabelecimentos de alojamento da Madeira registaram em fevereiro 57 mil dormidas, o que representa um decréscimo de 90,3% em comparação com o mesmo mês do ano passado.

Os estabelecimentos de alojamento turístico da Madeira registaram em fevereiro 57 mil dormidas, o que representa um decréscimo de 90,3% em comparação com o mesmo mês do ano passado, divulgou hoje a Direção Regional de Estatística (DREM) do arquipélago.

“No mês de fevereiro de 2021, estimou-se um total de 57,0 mil dormidas no alojamento turístico, traduzindo uma descida de 90,3% em comparação com o mês homólogo”, lê-se na informação divulgada pela DREM, com base em dados do Instituto Nacional de Estatística.

Analisando a situação do principal setor económico da Madeira e o mais afetado pela pandemia de covid-19, a DREM indica que “33,1% dos estabelecimentos de alojamento turístico da região registaram movimento de hóspedes [40,7% da capacidade do alojamento turístico total] neste mês”.

Ainda segundo a DREM, o turismo no espaço rural foi o que apresentou, no seu segmento de estabelecimentos, maior movimento de hóspedes, com 51,6%, seguido da hotelaria com 42,6% e do alojamento local com 31,8%.

Os dados hoje divulgados indicam ainda que, com exceção do alojamento local com menos de 10 camas, “as dormidas do alojamento turístico apresentaram um decréscimo de 92,6% relativamente a fevereiro de 2020”.

A DREM explica que as receitas totais da hotelaria (dois milhões de euros) e dos aposentos (1,1 milhões de euros) tiveram uma retração “numa proporção semelhante à das dormidas [-92,5% e -93,5%, respetivamente]”.

De acordo com a DREM, houve também “quebras bastante significativas nas dormidas nos principais mercados emissores”.

No caso do mercado britânico, há uma diminuição “acentuada”, na ordem de -96,2% de dormidas, seguido do alemão com -92,1% e do francês com -89,8%. O mercado nacional apresenta um decréscimo de 73,7%.

De acordo com os dados divulgados na terça-feira pela Direção Regional da Saúde, a Madeira reportou 30 novos casos de covid-19, 29 recuperações e 185 situações suspeitas, registando o arquipélago um total de 308 infeções ativas, com oito doentes hospitalizados.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.961.387 mortos no mundo, resultantes de mais de 137,4 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.931 pessoas dos 828.857 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS