Covid-19: Espanha tem 10.875 novos casos e 149 mortes nas últimas 24 horas

Espanha registou 10.875 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, elevando para 3.347.512 o total de infetados até agora no país, continuando os contágios a subir.

Covid-19: Espanha tem 10.875 novos casos e 149 mortes nas últimas 24 horas

Covid-19: Espanha tem 10.875 novos casos e 149 mortes nas últimas 24 horas

Espanha registou 10.875 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, elevando para 3.347.512 o total de infetados até agora no país, continuando os contágios a subir.

Espanha registou 10.875 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, elevando para 3.347.512 o total de infetados até agora no país, continuando os contágios a subir, segundo os dados divulgados hoje pelo Ministério da Saúde espanhol.

Os serviços de saúde também contabilizaram desde quinta-feira 149 mortes atribuídas à covid-19, passando o total de óbitos para 76.328.

O nível de incidência acumulada (contágios) em Espanha subiu de 175 (quinta-feira) para 182 (hoje), diagnosticados por 100.000 habitantes nos 14 dias anteriores.

As regiões com os níveis mais elevados são as de Navarra (395), Madrid (324), País Basco (295), Aragão (202) e Catalunha (199).

Nas últimas 24 horas deram entrada nos hospitais em todo o país 1.133 pessoas com a doença (1.136 na quinta-feira), das quais 286 em Madrid, 268 na Catalunha e 196 na Andaluzia.

Por outro lado, baixou para 9.359 o número de hospitalizados com a covid-19 (9.384), o que corresponde a 7,5% das camas, das quais 2.050 pacientes em unidades de cuidados intensivos (2.024), 20,5% das camas desse serviço.

A maior parte das 17 comunidades autónomas espanholas, que são competentes em matéria de política de saúde, decidiu manter as restrições à mobilidade e outras medidas em vigor durante a Páscoa, tendo 14 delas conservaram a atual cerca sanitária das suas regiões, assim como as cidades autónomas do norte de África de Ceuta e Melilla.

Apenas a Comunidade de Madrid e as Ilhas Canárias levantam essa cerca sanitária a partir das 00:00 deste sábado, e as Ilhas Baleares fá-lo-ão na segunda-feira, 12 de abril.

O fim do acordo entre o Ministério da Saúde espanhol e as comunidades autónomas para reduzir a mobilidade na Páscoa não vai significar, assim, uma flexibilização das restrições.

Seis milhões já foram inoculados

Enquanto algumas regiões, como as Astúrias ou Valência, tornaram mais flexíveis as medidas em vigor, a maioria optou por manter ou apertar ainda mais essas medidas, tomando em consideração a evolução crescente dos contágios de covid-19.

Entretanto, um relatório da Agência Espanhola de Medicamentos publicado hoje indica que apenas 0,18% dos vacinados no país com o fármaco da AstraZeneca, 1.792 em 985.528 pessoas, referiram ter sofrido qualquer tipo de efeitos secundários adversos, como febre, dores de cabeça e dores musculares.

Esta autoridade também anuncia que, do total de 6.125.119 doses de vacinas administradas até essa data, foram recebidas 11.182 notificações de eventos adversos (0,18%).

No documento, a organização alerta para “alguns eventos adversos” de inflamação localizada em pessoas vacinadas com o medicamento da Pfizer, que tinham recebido anteriormente injeções de enchimento na pele do rosto (por exemplo, ácido hialurónico), tendo o folheto informativo (bula) que ser atualizado, no caso de se confirmar.

LEIA AINDA
«Não haverá regresso à normalidade tal e qual a vivíamos», avisa ministra da Saúde
«Não haverá regresso à normalidade tal e qual a vivíamos», avisa ministra da Saúde
«Não haverá um regresso à normalidade tal e qual a vivíamos», avisou Marta Temido, ministra da Saúde, em conferência de imprensa. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS