Covid-19: Espanha regista quase 10.500 novos casos e 76 mortes num dia

Espanha registou hoje 10.491 novos casos de covid-19, mais de um quarto em Madrid, elevando para 835.901 o número total de infetados até agora no país.

Covid-19: Espanha regista quase 10.500 novos casos e 76 mortes num dia

Covid-19: Espanha regista quase 10.500 novos casos e 76 mortes num dia

Espanha registou hoje 10.491 novos casos de covid-19, mais de um quarto em Madrid, elevando para 835.901 o número total de infetados até agora no país.

Madrid, 07 out 2020 (Lusa) — Espanha registou hoje 10.491 novos casos de covid-19, dos quais mais de um quarto em Madrid, elevando para 835.901 o número total de infetados até agora no país, segundo números divulgados pelo Ministério da Saúde espanhol.

Por outro lado, as autoridades contabilizaram mais 76 mortes com a doença nas últimas 24 horas, aumentando o total de óbitos para 32.562.

Madrid continua a ser a comunidade autónoma com o maior número de novas infeções, tendo adicionado mais 2.853 casos aos números totais de segunda-feira, elevando o total para 255.615.

Deram entrada nos hospitais com a doença nas últimas 24 horas em todo o país 1.299 pessoas, das quais 369 em Madrid, 165 na Andaluzia e 133 na Catalunha.

Em todo o país há 10.662 pessoas hospitalizadas com a doença, das quais 1.568 pacientes em unidades de cuidados intensivos.

O Governo espanhol anunciou hoje que vai mobilizar 72 mil milhões de euros nos próximos três anos, com a ajuda dos fundos europeus, para “recuperar e modernizar” o país, depois da crise provocada pela pandemia de covid-19.

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, apresentou esta manhã o Plano de Recuperação, Transformação e Resiliência para reanimar a economia do país e canalizar os 140 mil milhões de euros que Espanha vai receber entre 2021 e 2026 de Bruxelas para recuperar a sua economia.

“O plano vai ajudar a rejuvenescer o nosso tecido produtivo”, assegurou Sánchez, que traçou também como objetivo a criação de 800.000 empregos nos primeiros três anos do plano.

O chefe do Governo revelou que o executivo vai “mobilizar” e “concentrar” 72 mil milhões de euros nos primeiros três anos do programa (2021-2023).

A pandemia de covid-19 já provocou mais de um milhão e cinquenta e um mil mortos no mundo desde dezembro do ano passado, incluindo 2.040 em Portugal.

Na Europa, o maior número de vítimas mortais regista-se no Reino Unido (42.445 mortos, mais de 530 mil casos), seguindo-se Itália (36.030 mortos, mais de 330 mil casos), França (32.365 mortos, mais de 634 mil casos) e Espanha (32.562 mortos, mais de 835 mil casos).

FPB // ANP

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS