Covid-19: Duas equipas do INEM chegam hoje a Cabo Verde para ajudar hospitais

Dois médicos e quatro enfermeiros do INEM chegam hoje a Cabo Verde, onde vão reforçar a capacidade de resposta à covid-19 dos hospitais centrais, localizados nas ilhas de Santiago e São Vicente, segundo fonte oficial.

Covid-19: Duas equipas do INEM chegam hoje a Cabo Verde para ajudar hospitais

Covid-19: Duas equipas do INEM chegam hoje a Cabo Verde para ajudar hospitais

Dois médicos e quatro enfermeiros do INEM chegam hoje a Cabo Verde, onde vão reforçar a capacidade de resposta à covid-19 dos hospitais centrais, localizados nas ilhas de Santiago e São Vicente, segundo fonte oficial.

De acordo com um comunicado do Ministério dos Negócios Estrangeiros português, trata-se de duas equipas que vão trabalhar nos hospitais centrais na cidade da Praia, ilha de Santiago, e no Mindelo, em São Vicente.

As equipas são coordenadas pelo Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), através do Portuguese Emergency Medical Team (PT EMT), na sequência da missão de avaliação portuguesa que esteve naquele país entre os dias 05 e 12 de maio.

“Esta missão trabalhou em estreita concertação com as autoridades de saúde de Cabo Verde, na cidade da Praia e no Mindelo”, prossegue o comunicado.

Em declarações à agência Lusa, o responsável operacional das missões internacionais do INEM, Ivo Cardoso, disse que, “de uma forma geral, Cabo Verde tem uma boa resposta e inclusive planos de contingência previstos, face ao número de casos que tem vindo a aumentar”.

O responsável acrescentou que, durante a missão, a equipa portuguesa tomou conhecimento de “necessidades ao nível da otimização dos cuidados especializados aos doentes com covid-19, nomeadamente do ponto de vista respiratório, que muitas vezes necessitam de medidas não tão convencionais para se obterem melhores resultados”.

Segundo Ivo Cardoso, estas respostas poderão ser mais necessárias face a um aumento do número de casos de doentes mais graves, o que ainda não se regista.

Outra necessidade apontada pelas autoridades cabo-verdianas foi precisamente na área da formação mais especializada e mais específica aos profissionais dos hospitais, para responder a estes doentes mais graves.

As equipas que chegam hoje a Cabo Verde são constituídas por um grupo de profissionais de saúde do INEM, das Forças Armadas e do Centro Hospitalar do Baixo Vouga.

Integram dois médicos com experiência em cuidados intensivos e quatro enfermeiros com experiência em urgência e emergência e cuidados intensivos.

O objetivo da missão é “reforçar a capacidade de resposta nos dois hospitais centrais nas ilhas de Santiago e São Vicente”.

Outro dos propósitos desta missão é “otimizar a capacitação, através de formação, dos recursos humanos destes hospitais nas áreas do atendimento do doente crítico e tratamento em cuidados intensivos”.

Desde o início da pandemia, Cabo Verde registou 27.386 casos de covid-19, que causaram 243 mortos.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.333.603 mortos no mundo, resultantes de mais de 160,3 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em África, o primeiro caso de covid-19 em África surgiu no Egito, em 14 de fevereiro de 2020, e a Nigéria foi o primeiro país da África subsaariana a registar casos de infeção, em 28 de fevereiro.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

SMM // FPA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS