Covid-19: Doentes nos cuidados intensivos em França superam os 1.400, valor mais alto desde maio

A França registou 5.084 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, com o país a ter 1.415 doentes internados em unidades de cuidados intensivos, o valor mais alto desde 28 de maio.

Covid-19: Doentes nos cuidados intensivos em França superam os 1.400, valor mais alto desde maio

Covid-19: Doentes nos cuidados intensivos em França superam os 1.400, valor mais alto desde maio

A França registou 5.084 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas, com o país a ter 1.415 doentes internados em unidades de cuidados intensivos, o valor mais alto desde 28 de maio.

Redação, 05 out 2020 (Lusa) — A França registou 5.084 novos casos da doença covid-19 nas últimas 24 horas, com o país a ter atualmente 1.415 doentes internados em unidades de cuidados intensivos, o valor mais alto desde 28 de maio, foi hoje divulgado.

Com a contabilização destes novos casos pelas autoridades francesas, o número total de infetados pelo novo coronavírus no país desde o início da crise pandémica eleva-se para 624.274.

A Agência de Saúde Pública francesa contabilizou ainda 70 óbitos associados à doença covid-19 nas últimas 24 horas, com o número total de vítimas mortais a aumentar para 32.299.

O índice de positividade nos testes de diagnóstico está agora nos 8,6% (mais do que os 7,9% e 7,7% registados no sábado e na sexta-feira, respetivamente), anunciou a mesma entidade no seu portal ‘online’.

Em termos globais, 7.294 foram internadas devido ao novo coronavírus nos últimos sete dias.

As autoridades de saúde francesas acrescentaram ainda que existem 1.340 fontes ativas de contágio sob investigação, 47 delas apareceram nas últimas 24 horas.

Entre os surtos ativos em investigação, 270 deles são em lares e residências seniores.

Dos 101 departamentos do país, 66 mantêm-se em situação de alta vulnerabilidade.

Estes números surgem no mesmo dia em que o prefeito da polícia de Paris, Didier Lallement, anunciou que os bares da capital francesa vão estar fechados nos próximos 15 dias, enquanto os restaurantes mantêm-se abertos com a obrigação de respeitarem um novo protocolo sanitário mais restrito.

A cidade de Paris passou na noite de domingo a ser uma zona em alerta máximo, levando assim ao reforço das medidas sanitárias nos próximos dias.

A par do encerramento dos bares, entre outras medidas, os eventos com mais de 1.000 pessoas estão também anulados até dia 19 de outubro na capital francesa.

A pandemia da doença covid-19 já provocou mais de um milhão e trinta mil mortos e mais de 35,2 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

SCA (CYF) // EL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS