Covid-19: Diminuição ligeira de casos em Espanha mas mais hospitalizações

Os contágios de covid-19 em Espanha têm diminuído, mas tal não está a refletir-se nos internamentos hospitalares e nas UCI, que já atingiram uma ocupação de 20% e 9% respetivamente.

Covid-19: Diminuição ligeira de casos em Espanha mas mais hospitalizações

Covid-19: Diminuição ligeira de casos em Espanha mas mais hospitalizações

Os contágios de covid-19 em Espanha têm diminuído, mas tal não está a refletir-se nos internamentos hospitalares e nas UCI, que já atingiram uma ocupação de 20% e 9% respetivamente.

Madrid, 02 ago 2021 (Lusa) — Os contágios de covid-19 em Espanha têm diminuído, mas tal não está a refletir-se nos internamentos hospitalares e nas unidades de cuidados intensivos (UCI), que já atingiram uma ocupação de 20% e 9% respetivamente, disse hoje fonte sanitária espanhola.

Numa conferência de imprensa, a diretora do Centro de Coordenação de Alertas e Emergências Sanitárias de Espanha, Maria José Sierra, assumiu também um aumento do número de mortes, tendo-se registado 157 óbitos desde sexta-feira e 207 na última semana.

O número de pessoas hospitalizadas pelo novo coronavírus totaliza 10.578, quatro vezes superior ao de 02 de julho (2.412 pacientes), período em que também cresceu o número de pacientes internados nas UCIS, que passou de 586 para 1.856 hoje em apenas um mês. 

Nos últimos três dias, houve 1.216 hospitalizações de pacientes com o novo coronavírus e 619 altas.

Desde o início da pandemia, o número de óbitos chegou a 81.643 e, durante o fim de semana, foram notificados 157.

A taxa de letalidade do vírus permanece em 1,8%.

Maria José Sierra referiu que há sete comunidades com um índice de incidência acumulada superior a 700 casos por cada 100.000 habitantes em 14 dias, apesar de a média nacional ter baixado hoje para 673 (687,3 na passada sexta-feira)

Embora a incidência acumulada siga a trajetória descendente iniciada na última quarta-feira, ainda permanece sob extremo risco de transmissão – acima de 250 casos – com 55.939 novas infeções desde sexta-feira. 

O número total de infeções desde o início da pandemia sobe, assim, para 4.502.983. 

Toda a Espanha já está em risco extremo de transmissão com a incorporação dos dados de Melilha, onde a incidência cresceu no fim de semana de 231,9 para 288,2. 

Por outro lado, existem sete comunidades com mais de 700 casos de incidência cumulativa em 14 dias: Ilhas Baleares (936), Catalunha (845,3), Navarra (825,3), La Rioja (776,77), Aragão (776,14), País Basco (754,5) e Madrid (753,8). 

A transmissão acumulada a sete dias também diminuiu em relação a sexta-feira e ficou em 291,87 casos por 100 mil habitantes, 10,3 pontos a menos. 

Por faixa etária, as maiores incidências ainda estão na faixa de 12 a 29 anos, seguida pela da de 30 a 39 anos (incidência de 818,6 casos), dos menores de 11 anos (586,3), dos 40 aos 49 anos (448,4), dos 50 aos 59 anos (358,5), dos 60 aos 69 anos (335,4) e acima de 80 (298,1). 

A faixa etária entre 70 e 79 anos é a única que não ultrapassa 250 casos, situando-se em 221,3 por 100.000 habitantes.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 4.227.765 mortos em todo o mundo, entre mais de 198,2 milhões de casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o balanço mais recente da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil e Peru.

 

JSD // EL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS