Covid-19: DGS e Santuário estão a fazer avaliações técnicas para cerimónias de outubro

A Direção-Geral da Saúde (DGS) está a analisar o plano de contingência apresentado pelo Santuário de Fátima para a peregrinação de 13 de outubro e os trabalhos já se encontram na fase de preparação técnica.

Covid-19: DGS e Santuário estão a fazer avaliações técnicas para cerimónias de outubro

Covid-19: DGS e Santuário estão a fazer avaliações técnicas para cerimónias de outubro

A Direção-Geral da Saúde (DGS) está a analisar o plano de contingência apresentado pelo Santuário de Fátima para a peregrinação de 13 de outubro e os trabalhos já se encontram na fase de preparação técnica.

Segundo a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, já foram realizadas duas reuniões entre a DGS e elementos do Santuário sobre a preparação para as cerimónias religiosas de 13 de outubro e no final será dado o parecer da entidade de saúde ao plano de contingência apresentado para a receção aos peregrinos.

“Na primeira reunião [segunda-feira] o santuário apresentou o seu plano de contingência e a segunda reunião já foi de caráter mais operacional com os elementos do pontos focais do santuário”, afirmou Graça Freitas na conferência de imprensa sobre a situação da pandemia de covid-19.

Uma vez analisado o plano e vistas as plantas do local, adiantou Graça Freitas, teve início a apreciação do documento para ver se está conforme com as indicações da DGS com vista à elaboração de um parecer final para a realização das cerimónias.

“Os trabalhos estão em curso e no final vai haver, como tem acontecido em outros eventos, um acerto baseado na confiança entre os planos do Santuário e os nossos pareceres”, reiterou.

Na última semana, Graça Freitas já tinha dito que não era “expectável” que o santuário de Fátima tenha 55 mil pessoas nas cerimónias de outubro.

Entretanto, a delegada de Saúde Pública do Médio Tejo defendeu que as cerimónias religiosas do 13 de outubro no Santuário de Fátima decorram “sem a presença de peregrinos”, a exemplo do que sucedeu em 13 de maio.

No dia 13 de setembro o acesso ao Santuário de Fátima foi bloqueado quando o local atingiu a lotação máxima permitida no contexto da pandemia da covid-19.

As celebrações com a presença de peregrinos desde o início da pandemia foram retomadas no Santuário de Fátima em 30 de maio e a primeira peregrinação internacional com fiéis realizou-se em 12 e 13 de junho.

Portugal contabiliza hoje mais três mortos relacionados com a covid-19 e 802 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde.

As três mortes foram registadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, onde também se verifica o maior número de infeções e o maior aumento diário

Desde o início da pandemia Portugal já registou 1.928 mortes e 70.465 casos de infeção.

CC(MYF) // ZO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS