Covid-19: Detetados 174 casos em quatro meses no despiste ao sexto dia nos Açores

Nos meses de abril, maio, junho e julho, foram realizados aos viajantes que desembarcaram na região 76.280 testes de rastreio à covid-19 ao sexto dia, tendo sido detetados 174 casos positivos, revelou hoje o Governo Regional.

Covid-19: Detetados 174 casos em quatro meses no despiste ao sexto dia nos Açores

Covid-19: Detetados 174 casos em quatro meses no despiste ao sexto dia nos Açores

Nos meses de abril, maio, junho e julho, foram realizados aos viajantes que desembarcaram na região 76.280 testes de rastreio à covid-19 ao sexto dia, tendo sido detetados 174 casos positivos, revelou hoje o Governo Regional.

“Informa-se que foram efetuados, nos meses de abril, maio, junho e julho, 76.280 testes de sexto dia, identificando-se 174 casos positivos, o que se traduz numa proporção de positividade de 0,2%”, assinala o executivo açoriano em nota de imprensa.

O esclarecimento do Governo dos Açores, de coligação PSD, CDS-PP, PPM, surge “após especulações sobre o real motivo do fim dos testes de rastreio” ao sexto dia de permanência na região, destinado aos viajantes. 

“A secretaria regional da Saúde e Desporto vem por este meio informar que o rastreio foi terminado devido ao maior impacto no controlo da doença associado à testagem mais rápida dos contactos de alto risco de casos positivos”, lê-se no comunicado.

Na nota, o Governo dos Açores destaca que nos últimos quatro meses por cada 1.000 testes efetuados, foram “identificados dois casos positivos nos viajantes e 21 casos na população residente”, o que “torna muito maior o benefício do uso de testes na população identificada de risco do que em viajantes”.

O executivo realça que, nos casos que deram positivo ao sexto dia, “65% são viajantes não residentes”, uma situação “que não se traduziu, na sua grande maioria, na criação de cadeias de transmissão entre a população local”.

“A manutenção do rastreio aos viajantes não se afigurava como vantajoso para a região, pois o trabalho desenvolvido e o custo associado não se traduziam numa redução efetiva do número de novos casos ou no controlo de cadeias de transmissão significativas para a região”, é acrescentado no comunicado.

Na terça-feira, o PS/Açores apelou ao Governo Regional para repor o teste realizado ao sexto dia.

Os Açores têm atualmente 349 casos ativos de covid-19: 302 em São Miguel, 15 na Terceira, 13 na Graciosa, 10 no Faial, cinco em Santa Maria, três em São Jorge e um no Pico. 

Desde o início da pandemia foram diagnosticados nos Açores 8.603 casos de covid-19, tendo sido registadas 8.049 recuperações e 41 mortes.

De 31 de dezembro de 2020 até 23 de agosto, foram vacinadas nos Açores 162.911 pessoas com a primeira dose da vacina contra a covid-19 (68,8%), estando 159.779 com a vacinação completa (67,5%), no âmbito do Plano Regional de Vacinação.

A covid-19 provocou pelo menos 4.451.888 mortes em todo o mundo, entre mais de 213,1 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 17.674 pessoas e foram contabilizados 1.025.869 casos de infeção confirmados, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil ou Peru.

RPYP // VAM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS