Covid-19: Criadas equipas especializadas nos bombeiros voluntários para reforçar apoio

O Governo determinou hoje a criação de equipas especializadas em todos os corpos de bombeiros voluntários do continente, por forma a reforçar os meios para operações de apoio na área da saúde pública no âmbito da pandemia.

Covid-19: Criadas equipas especializadas nos bombeiros voluntários para reforçar apoio

Covid-19: Criadas equipas especializadas nos bombeiros voluntários para reforçar apoio

O Governo determinou hoje a criação de equipas especializadas em todos os corpos de bombeiros voluntários do continente, por forma a reforçar os meios para operações de apoio na área da saúde pública no âmbito da pandemia.

Em comunicado, a Secretária de Estado da Administração Interna adianta que as equipas especializadas intervêm no apoio, socorro e transporte de doentes, através da afetação permanente de uma ambulância de socorro e respetiva tripulação.

“Esta medida implica o pagamento, às Associações Humanitárias de Bombeiros (AHB), de um valor diário de 85 euros por cada veículo a suportar pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil”, é referido.

Na nota, a Secretaria de Estado da Administração Interna salienta que este pagamento às 412 AHB corresponde a um valor mensal superior a um milhão de euros.

Estas equipas foram criadas no âmbito das medidas de resposta do Governo à pandemia da doença covid-19.

“O Ministério da Administração Interna reforça assim, através da criação destas equipas especializadas, a resposta operacional dos corpos de bombeiros perante o agravamento da situação epidemiológica e fortalece a capacidade financeira das AHB”, é destacado.

Cento e vinte um concelhos de Portugal continental entraram hoje em confinamento parcial onde há “risco elevado de transmissão da covid-19”, aplicando-se o dever de permanência em casa, exceto para deslocações autorizadas, como compras, trabalho, ensino e atividade física.

Além de medidas específicas para estes concelhos, a resolução do Conselho de Ministros publicada em Diário da República prolonga a declaração de situação de calamidade em todo o território nacional continental até às 23:59 do dia 19 de novembro.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,2 milhões de mortos e mais de 46,9 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 2.635 pessoas dos 149.443 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

DD (SSM) // SB

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS