Covid-19: China ordena testes em massa em Chengdu após dois casos de contágio local

As autoridades chinesas ordenaram hoje a execução de testes em massa na cidade de Chengdu, no sudoeste da China, na sequência da deteção de dois novos casos de covid-19 na localidade.

Covid-19: China ordena testes em massa em Chengdu após dois casos de contágio local

Covid-19: China ordena testes em massa em Chengdu após dois casos de contágio local

As autoridades chinesas ordenaram hoje a execução de testes em massa na cidade de Chengdu, no sudoeste da China, na sequência da deteção de dois novos casos de covid-19 na localidade.

A Comissão de Saúde da China anunciou hoje ter identificado 12 casos de covid-19 nas últimas 24 horas, incluindo dois por contágio local e os restantes oriundos do exterior.

Os dois casos por contágio local foram diagnosticados em Chengdu, a capital da província de Sichuan. Trata-se de uma mulher de 69 anos, cuja condição é considerada grave, e do seu marido, de 71 anos.

As autoridades ordenaram a execução de testes em massa e bloquearam alguns locais na cidade.

Em conferência de imprensa, funcionários chineses disseram que ainda estão a investigar a fonte da infeção numa cidade que, até à data, tinha sido poupada pelo novo coronavírus.

As amostras colhidas no apartamento do casal revelaram a presença do vírus em sete locais diferentes, incluindo maçanetas, interruptores de luz e comida no frigorífico, indicando “alto grau de contaminação”, disse Zhu Xiaoping, responsável pelo grupo de trabalho local de prevenção contra a doença.

Cinco locais no distrito de Ludu, em Chengdu, foram isolados, incluindo um hospital, uma escola e um mercado abastecedor. Mais de 21 mil pessoas, que foram testadas na noite de segunda-feira, foram colocadas em quarentena.

Os dez casos importados foram diagnosticados no município de Xangai (leste) e nas províncias de Guangdong (sudeste) e Sichuan (sudoeste).

As autoridades chinesas disseram que, nas últimas 24 horas, 13 pacientes receberam alta, pelo que o número de pessoas infetadas ativas no país se fixou em 280, incluindo seis doentes em estado grave.

A Comissão de Saúde da China não anunciou novas mortes devido à covid-19, pelo que o número permaneceu em 4.634 – o mesmo desde maio passado. O país somou, no total, 86.646 infetados desde o início da pandemia.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.535.987 mortos resultantes de mais de 67 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS