Covid-19: China cancela subidas ao Evereste por receio de casos vindos do Nepal

A China cancelou as permissões de escalar o Monte Evereste do seu lado do pico mais alto do mundo devido ao receio de importar casos de covid-19 do vizinho Nepal.

Covid-19: China cancela subidas ao Evereste por receio de casos vindos do Nepal

Covid-19: China cancela subidas ao Evereste por receio de casos vindos do Nepal

A China cancelou as permissões de escalar o Monte Evereste do seu lado do pico mais alto do mundo devido ao receio de importar casos de covid-19 do vizinho Nepal.

Pequim, 15 mai 2021 (Lusa) – A China cancelou as permissões de escalar o Monte Evereste do seu lado do pico mais alto do mundo devido ao receio de importar casos de covid-19 do vizinho Nepal, noticiou a imprensa estatal.

O encerramento foi confirmado num aviso de sexta-feira da Administração Geral do Desporto da China, disse a agência noticiosa oficial Xinhua.

A medida reflete a cautela que a China tem tomado ao lidar com a pandemia. Embora a China tenha travado na sua maioria a transmissão doméstica do coronavírus, o Nepal está a sofrer um surto com números recorde de novas infeções e mortes.

A China tinha emitido autorizações a 38 pessoas, todos cidadãos chineses, para subirem a montanha nesta Primavera. O Nepal deu autorização a 408 pessoas. A escalada não foi permitida de nenhum dos lados no ano passado, devido à pandemia.

No Nepal, vários alpinistas relataram testes positivos para a covid-19.

O mês de maio tem normalmente o melhor tempo para escalar o Evereste. Dois alpinistas morreram, esta semana, no lado nepalês, um suíço e um norte-americano.

A China disse anteriormente que ia estabelecer uma linha de separação no cume e proibiria as pessoas do seu lado de entrarem em contacto com qualquer pessoa do lado nepalês.

MIM // MIM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS