Covid-19: Cerca de 46 mil profissionais de saúde vacinados em Moçambique

A primeira fase da vacinação de profissionais de saúde contra a covid-19 em Moçambique terminou hoje, com cerca de 46 mil vacinados, dos mais de 61 mil que deverão ser abrangidos.

Covid-19: Cerca de 46 mil profissionais de saúde vacinados em Moçambique

Covid-19: Cerca de 46 mil profissionais de saúde vacinados em Moçambique

A primeira fase da vacinação de profissionais de saúde contra a covid-19 em Moçambique terminou hoje, com cerca de 46 mil vacinados, dos mais de 61 mil que deverão ser abrangidos.

“Até sábado, dia 13, um total de 46.439 profissionais de saúde já tinham sido administrados com a primeira dose da vacina contra a covid-19, correspondendo a 76% da cobertura prevista”, disse Benigna Matsinhe, diretora adjunta de Saúde Pública, durante a atualização de dados sobre a covid-19 em Moçambique.

A campanha, que arrancou a 08 de março, previa a vacinação de um total de 61.017 profissionais de saúde afetos ao sistema moçambicano, avançou Benigna Matsinhe, referindo que a segunda dose de vacinação vai iniciar-se a 29 de março.

Segundo dados avançados pela responsável, a província de Tete, no centro de Moçambique, imunizou o maior número de profissionais, 3.431, que corresponde a 93% da meta estabelecida, seguida de Sofala, também na zona centro, que vacinou 4.534 profissionais, 83% do número previsto.

Para o processo de vacinação foram envolvidos 976 técnicos de saúde, distribuídos em 244 equipas, montadas em 227 postos de vacinação em todo o país.

De acordo com Benigna Matsinhe, hoje arrancou a vacinação de profissionais de saúde reformados e dos que colaboram nas unidades hospitalares do país, sem que pertençam diretamente ao Ministério da Saúde.

Além dos profissionais de saúde, na primeira fase de vacinação, o executivo moçambicano está a vacinar idosos que vivem em lares e trabalhadores destes espaços, bem como as Forças de Defesa e Segurança e pacientes com diabetes Mellitus.

Na segunda fase, a prioridade vai para doentes com diabetes não abrangidos na fase anterior, os reclusos e funcionários das prisões, além das populações residentes em centros de acolhimento e pessoas a viver nas zonas urbanas, com mais de 50 anos.

A terceira e a quarta fases vão abranger as pessoas em centros de acomodação que não tenham sido vacinadas, residentes de comunidades rurais com mais de 50 anos e, por último, toda população.

O país espera vacinar 17 milhões de pessoas até 2022, excluindo-se os menores de 15 anos e as mulheres grávidas.

O plano de vacinação contra a covid-19 em Moçambique está orçado em 1,9 mil milhões de meticais (cerca de 21 milhões de euros).

Moçambique tem um total acumulado de 729 óbitos e 64.642 casos, dos quais 78% são considerados recuperados, segundo a última atualização.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.654.089 mortos no mundo, resultantes de mais de 119,7 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

LYN // JH

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS