Covid-19: Cabo Verde vai começar a vacinar maiores de 18 anos e pede “adesão máxima”

Cabo Verde anunciou hoje o alargamento a maiores de 18 anos a vacinação contra a covid-19, pedindo “adesão máxima” dos adultos à campanha, que já conta com mais de 76 mil pessoas com pelo menos uma dose, representando 20,6%.

Covid-19: Cabo Verde vai começar a vacinar maiores de 18 anos e pede

Covid-19: Cabo Verde vai começar a vacinar maiores de 18 anos e pede “adesão máxima”

Cabo Verde anunciou hoje o alargamento a maiores de 18 anos a vacinação contra a covid-19, pedindo “adesão máxima” dos adultos à campanha, que já conta com mais de 76 mil pessoas com pelo menos uma dose, representando 20,6%.

Os dados foram avançados em conferência de imprensa pelo diretor nacional de Saúde, Jorge Noel Barreto, que constatou “com muita satisfação” a crescente adesão das pessoas à vacinação, mas disse que ainda há quem se recuse a ser vacinado.

Neste momento, o país está a aplicar a vacina da AstraZeneca e desde o início da campanha, com as outras vacinas, já foram aplicadas a cerca de 76 mil pessoas, representando 20,6% da população adulta estimada com pelo menos uma dose.

Neste momento, o diretor nacional de Saúde informou que o país já tem mais de seis mil pessoas com as segundas doses de vacina (1,6%) e que quase 30 mil idosos já tomaram a primeira dose, representando quase 60% de pessoas nesse grupo etário.

Quanto à campanha por regiões, o concelho do Sal lidera com 46% de pessoas adultas com pelo menos uma dose, seguido de São Vicente (26%), Boa Vista (23%) e Praia (15%).

Em sentido contrário, a região de Santiago Norte regista as menores taxas de vacinação, quase todas abaixo dos 11%, exceto São Lourenço dos Órgãos (22%).

“Isso significa que a população está desprotegida. Tendo a vacina disponível, nós apelamos para que a população de Santiago Norte adira à vacinação sem receios”, pediu o diretor, explicando que não têm estado a acorrer complicações de maior gravidade a quem já foi vacinado.

O diretor nacional de Saúde disse que o país tem doses suficientes para ir vacinando as pessoas elegíveis e grupos prioritários e pediu a todos “adesão máxima” à campanha.

“Nós temos que entender que esta é uma questão que deixou de ser de cunho individual, para passar a ser de cunho público”, alertou, dizendo que o facto de uma pessoa decidir não se vacinar, além de não estar a se proteger, está a contribuir para que a meta de vacinar o maior número de pessoas no país não seja atingida ou que seja atingida mais tarde.

“Além disso, essas pessoas continuam suscetíveis e se nós tivermos aqui a circulação de variantes, poderão infetar essas pessoas”, insistiu o profissional de saúde, lembrando que não se sabe como a doença vai evoluir e que quem ficar sem vacinar pode colocar em risco todos os que vivem em Cabo Verde e voltar a ter mais restrições.

Uma “boa notícia” avançada por Jorge Barreto é que os maiores de 18 anos em Cabo Verde já podem inscrever-se nas plataformas para o efeito para serem vacinados contra a covid-19.

“Nós não queremos perder a oportunidade, temos que vacinar rapidamente a população, isso é um assunto muito sério e pensamos que as pessoas devem também tratar disso com a seriedade que nós estamos a tratar”, aconselhou, esperando ter em meados de agosto pelo menos 70% da população com pelo menos uma dose de vacina contra a covid-19.

Cabo Verde registou hoje mais 27 novos infetados pelo novo coronavírus e aumentou para 32.399 os casos positivos acumulados desde o início da pandemia no país, em 19 de março de 2020.

O país mantém 286 óbitos, 31.530 doentes considerados recuperados desde o início da pandemia e reduziu para 564 o número de casos ativos em todo o arquipélago.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 3.925.816 mortos em todo o mundo, resultantes de 181.026.547 casos de infeção diagnosticados oficialmente, segundo o balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença respiratória é provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

RIPE // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS