Covid-19: Cabo Verde regista oito novos casos, menor valor diário em mais de sete meses

Cabo Verde registou mais oito casos de infeção pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, o menor valor diário dos últimos sete meses, e mais 32 pessoas foram dadas como recuperadas, informou hoje o Ministério da Saúde.

Covid-19: Cabo Verde regista oito novos casos, menor valor diário em mais de sete meses

Covid-19: Cabo Verde regista oito novos casos, menor valor diário em mais de sete meses

Cabo Verde registou mais oito casos de infeção pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, o menor valor diário dos últimos sete meses, e mais 32 pessoas foram dadas como recuperadas, informou hoje o Ministério da Saúde.

Num total de 826 resultados recebidos dos laboratórios de virologia, somam-se oito novos casos, numa taxa de positividade de 1,0%, o valor mais baixo desde 27 de dezembro de 2020, em que foram contabilizados 16 infetados em todo o país.

No dia anterior, ou seja, 26 de junho, o país tinha registado dois infetados, um dia antes tinha tido oito novos infetados, o mesmo valor registado hoje.

Os novos casos foram diagnosticados nos concelhos da Praia (um), Santa Catarina (três), São Lourenço dos Órgãos (um), todos em Santiago, Sal (dois) e Porto Novo, em Santo Antão, com um.

Nas últimas 24 horas, as autoridades de saúde de Cabo Verde deram alta a mais 32 pessoas, elevando para 33.068 casos recuperados da doença desde o início da pandemia.

Com os novos dados, Cabo Verde aumentou para um total de 33.830 casos positivos acumulados desde o início da pandemia, dos quais 298 óbitos e passou a contabilizar 443 casos ativos.

Desde 25 de julho que o país não regista qualquer óbito provocado pela covid-19, de um total de 12 mortes em todo o mês de julho, metade do valor contabilizado em junho, conforme avançou em conferência de imprensa do diretor nacional de Saúde, Jorge Noel Barreto.

Segundo o mesmo responsável, há 11 pessoas internadas nos hospitais do país, todas em situação estável e vacinadas com pelo menos uma dose de vacina, com exceção de duas.

No habitual balanço dos últimos 14 dias, o diretor nacional de Saúde avançou que a situação epidemiológica no país “continua a melhorar”, embora a um ritmo menos acelerado do que há algumas semanas, indicando que o país entrou numa “situação estacionária”.

“Significa que, apesar das medidas de prevenção, é preciso maior rigor, porque ainda há circulação do vírus na comunidade”, disse Jorge Barreto, voltando a pedir as pessoas para evitarem aglomerações, continuar a usar máscaras e a higienizar as mãos.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 4.227.765 mortos em todo o mundo, entre mais de 198,2 milhões de casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o balanço mais recente da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil e Peru.

RIPE // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS