Covid-19: Cabo Verde alarga interdição de voos para Itália até 30 de abril — PM

O primeiro-ministro cabo-verdiano anunciou hoje o alargamento da interdição dos voos de Itália para Cabo Verde até 30 de abril e “vigilância apertada” nas viagens provenientes de França, Portugal e Espanha, devido ao Covid-19.

Covid-19: Cabo Verde alarga interdição de voos para Itália até 30 de abril -- PM

Covid-19: Cabo Verde alarga interdição de voos para Itália até 30 de abril — PM

O primeiro-ministro cabo-verdiano anunciou hoje o alargamento da interdição dos voos de Itália para Cabo Verde até 30 de abril e “vigilância apertada” nas viagens provenientes de França, Portugal e Espanha, devido ao Covid-19.

“A interdição de voos para Itália, tendo em conta a prevalência de casos. Tomámos a decisão em tempo útil e oportuno e vai ser prorrogada até 30 de abril, porque tínhamos definido um período de três semanas e continuaremos a fazer avaliação da situação da epidemia em Itália”, disse o chefe do Governo cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, que falava, na cidade da Praia, durante a apresentação de um plano nacional de contingência para prevenção e controlo do Covid-19.

No final de fevereiro, o primeiro-ministro anunciou a interdição de todos os voos de Itália para Cabo Verde, devido ao alastrar do surto do coronavírus, uma medida que tinha o prazo de três semanas.

O Governo italiano anunciou quarentena em todo o país, a partir desta terça-feira, como medida para conter a propagação do surto, que já matou 463 pessoas e infetou quase oito mil no país.

Relativamente a outros países com casos da doença e onde há também um fluxo grande e permanente de transporte e diretos para Cabo Verde, nomeadamente Espanha, França e Portugal, o primeiro-ministro afirmou que será mantida a “triagem e vigilância apertadas” no aeroportos.

A epidemia de Covid-19 foi detetada em dezembro e desde então foram infetadas mais de 110 mil pessoas, mas a maioria já recuperou. A doença provocou até ao momento cerca de 3.800 mortos.

Nos últimos dias, a Itália tornou-se o caso mais grave de epidemia fora da China, estando neste momento cerca de 16 milhões de pessoas em quarentena no Norte do país.

 

RIPE // JH

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS