Covid-19: Brasil registou 595 mortes nas últimas 24 horas

O Brasil registou, nas últimas 24 horas, 595 mortes por covid-19, o número mais baixo em quase cinco meses.

Covid-19: Brasil registou 595 mortes nas últimas 24 horas

Covid-19: Brasil registou 595 mortes nas últimas 24 horas

O Brasil registou, nas últimas 24 horas, 595 mortes por covid-19, o número mais baixo em quase cinco meses.

Rio de Janeiro, 12 jul 2021 (Lusa) — O Brasil registou, nas últimas 24 horas, 595 mortes por covid-19, o número mais baixo em quase cinco meses, desde os 527 óbitos registados em 21 de fevereiro, anunciou este domingo o Governo.

Segundo o boletim diário divulgado pelo ministério da Saúde, o número de mortes no Brasil desde o início da pandemia atingiu as 533.488, mas a média de mortes na última semana caiu para 1.296 este domingo, a mais baixa dos últimos quatro meses.

É a primeira vez desde 02 de março, quando a média era de 1.262 mortes diárias, que a média de óbitos fica abaixo das 1.300 por dia.

O número de mortes tem vindo a diminuir gradualmente desde 12 de abril, quando, no pico da segunda onda da pandemia, o Brasil contabilizava uma média de 3.124 mortes por dia devido à covid-19.

O boletim do ministério da Saúde assinala que nas últimas 24 horas registaram-se 20.937 novos contágios por covid-19 no país, com os quais o total aumentou para 19.089.940 desde o início da pandemia, mas a média diária de infeções também tem vindo a diminuir.

A forte queda das estatísticas de mortes e novos casos neste domingo é relativa, visto que o ministério da Saúde admitiu que os números tendem a diminuir aos fins-de-semana, por haver menos funcionários a processar os dados, e que aumentam à terça-feira, quando os números são atualizados.

O Brasil continua a ser um dos países mais castigados pela pandemia da covid-19. As suas quase 533.500 vítimas mortais tornaram-no no segundo país com mais mortes por covid-19 no mundo, apenas superado pelos Estados Unidos. Os quase 19,1 milhões de contágios fazem do Brasil o terceiro país do mundo com mais casos registados, atrás dos Estados Unidos e da Índia.

JRS // ANP

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS