Covid-19: Brasil com o menor número de mortos desde março de 2020

O Brasil, um dos países mais atingidos pela covid-19, reportou 24 mortes pelo coronavírus nas últimas 24 horas, o número mais baixo desde março de 2020, que pode dever-se às dificuldades do país em registar dados, segundo fontes oficiais.

Covid-19: Brasil com o menor número de mortos desde março de 2020

Covid-19: Brasil com o menor número de mortos desde março de 2020

O Brasil, um dos países mais atingidos pela covid-19, reportou 24 mortes pelo coronavírus nas últimas 24 horas, o número mais baixo desde março de 2020, que pode dever-se às dificuldades do país em registar dados, segundo fontes oficiais.

Mais de duas semanas após o ataque cibernético aos sistemas do Ministério da Saúde para recolha e armazenamento de dados sobre a covid-19, o país sul-americano continua a registar, de forma incompleta, os casos de mortes e infeções pelo novo coronavírus.

Hoje, nove dos 27 Estados do país deixaram de introduzir dados, na sua maioria devido aos obstáculos ao registo de casos no sistema, segundo o relatório mais recente do Conselho Nacional de Secretariados da Saúde (Conass).

De acordo com o relatório, das nove regiões que não enviaram hoje informações, só Brasília não o fez porque era feriado, uma decisão que tinha tomado muito antes do ataque cibernético.

Com exceção dos inconvenientes causados pelo ataque, é habitual que o número de mortos e positivos no Brasil caia drasticamente nos fins de semana, devido à falta de pessoal nos secretariados de saúde para manter registos nesses dias.

De acordo com o relatório oficial, o Brasil acumulou 618.448 mortos desde que a pandemia chegou ao país, em fevereiro de 2020, enquanto que o número total de casos já é de 22.239.436 casos confirmados, depois de 4.810 novos casos positivos terem sido hoje comunicados.

Apesar das dificuldades atuais, o número de mortes e infeções caiu drasticamente desde junho, e está muito longe dos registos de mais de 4.000 mortes por dia ou das mais de 77.000 infeções que o país relatou num único dia, em maio deste ano, quando a pandemia estava no seu pico mais alto.

A queda nos números tem sido atribuída ao progresso na campanha de vacinação. Até à data, 67% dos 213 milhões de habitantes do Brasil estão totalmente vacinados.

SMM // ACL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS